13/07/2015 às 11h01min - Atualizada em 13/07/2015 às 11h01min

Carlos Gomes

Escritor

Thiago Santos

 Thiago Santos: Quem é o ser humano Carlos Gomes?

 Carlos Gomes: Alguém, imagino... feito você. Com ideais profissionais e pessoais. Pessoa simples, composta apenas de experiências que traduzem seu dia a dia em linguagem popular, em sabedorias que, de fato, transcrevam equilíbrio e amor, tanto em sua vida como nas de terceiros e quartos.

 

 Carlos?

 Henrique de Souza Gomes. Muito prazer! Desde muito cedo, apenas lia nos bilhetes aéreos Gomes/Carlos; literariamente, Carlos Gomes ficou. Responsabilidade e dividendo com alguém que marcou registros na medicina e nas artes. Hoje, dividindo o prazer do compromisso literário. Feliz, literalmente, por estar deixando mensagem universal a tantos jovens e crianças.

 

 Na infância atuou em uma peça teatral? Qual personagem representou e quais são as boas lembranças que lhe vem nos dias de hoje quanto àquele momento?

 Grande época da nossa infância! Nesse tempo, representei o saci Pererê, em apresentações do colégio, mas, tempos depois, já adulto, iniciei o teatro profissional representando um palhaço. Foi incrível! Mais aprendi do que fiz sorrir... Certa vez, escutei palestra de um amigo palhaço, resolvi voltar a jogar futebol.

 

 Que bacana. Jogou no futebol profissional?

 Sim. Joguei futebol amador e depois passei para o futebol de praia, no Rio de Janeiro. O conhecido Dinâmo, fundado, treinado e incentivado pelo saudoso Tião Macalé. O time, existente até hoje, foi a grande paixão do futebol de areia. Logo depois, já pelos campos do Nordeste, no futebol profissional, atuei por poucas temporadas devido a grave contusão.

 

 Diretor Comercial?

 Foi, sem dúvidas, das maiores atribuições profissionais que já exerci. Cargos assumidos com tamanha energia de duas décadas e pouco mais de vida, determinação e inovações. Montamos grandes equipes comerciais, desde o jornalismo impresso, passando por agências de informações, até o índice de aprovação em coordenações e gestões exercidas nas áreas de promoções, eventos nacionais e cursos preparatórios, presenciais e online.

 

 Fundador da Certa Promoções?

 Agência de informações turísticas que ajudou a desenvolver publicitariamente o famoso balneário de Porto de Galinhas, em Pernambuco. A Certa Promoções expandiu rapidamente sua área de atuação, cresceu e, já nos dois primeiros anos de fundação contava com franquias em mais duas regiões do país. Foi negociada com instituições privadas e iniciativas públicas.

 

 Você também é voluntário em ações socioeducativas?

 Momento que me faz suspirar! Sinto necessidade de ajudar, contribuir, compartilhar, doar, chorar e, geralmente, prosseguir com extrema felicidade da partilha.

 

 Como um apaixonado pela arte da escrita deu “vida” ao livro O Eremita?

 Na verdade, foi o próprio eremita que deu vida ao livro. Sujeito, antes de tudo, de alta complexidade no autoconhecimento, nas coisas simples da vida, reflexão e sabedoria pessoal! Formidável experiência traduzida em leves folhas que nos contam como alguém conseguiu viver tão isolado, como o homem das dunas. Morador que habitou em meio às ruínas de antigo hotel à beira mar localizado no extremo sul do Brasil, quase na fronteira com o Uruguai.

 

 Sendo um autor com diversas publicações se importa em citá-las e, descrever o quanto lhe foi e continua sendo, poder olhar para cada uma delas e ver seu nome como autor?

 O eremita foi meu primeiro livro publicado. Embora tenha aprovação editorial para a publicação do livro O curandeiro (terceiro livro escrito), hoje, toda equipe volta-se à coleção de adaptações do pequeno príncipe. Outros títulos, já escritos, aguardam a vez.

 

 Fantástico. Imagino ter sido fantástico adaptar a obra do genial Antoine de Saint-Exupéry?

 Fantástico... foi o encontro que tive! Quando me dei conta do pedido de Exupéry, que encerra sua principal obra indicando que o escrevam se alguém encontrar o menino de cabelos dourados. Momento que marcou minha vida. Deixou mensagem em amor e letras, em cada um dos seis volumes, para cada um de nossos olhos.

 

 Como é lidar com esta obra fascinante, responsável por cooperar em valores ao caráter de milhares e milhões de crianças?

 É exemplar. Desde expressar mensagens necessárias à nossa atualidade, como unificar o povo. Grande em tudo, mas a felicidade e a responsabilidade são fatores estruturais da coleção, que inclusive, promove sonho de criança, recebendo inscrição no livro dos recordes, sendo a primeira coleção de adaptações no mundo composta por 06 volumes preparados pelo mesmo autor.

 

 Se importa em expressar palavras que se tornem sinônimo de inspiração para o amigo leitor que também deseja viver em prol da arte? E também uma frase que seja capaz de descrever o que você sente por fazer algo que muito ama?

 Acreditar na reta, simples como fazer uma curva. Desenhar sua visão. Persistir em si, buscar a sua essência lembrando sempre que a sua vida feliz estará no caminho em busca da arte própria, descrita de maneiras diferenciadas, em pessoas diferentes em suas múltiplas facetas; determinar-se!

 Seja você... renove-se!

 

 Para finalizar nos fale dos seus projetos atuais e futuro!

 Vamos ao presente. A primeira coleção, seguindo a linguagem e outras características do original, revela através do lançamento, que ocorrerá na Bienal do Rio de Janeiro, no espaço Ler Editorial, do primeiro volume: O Pequeno Príncipe no Planeta Terra, a grande necessidade da preservação ambiental nos dias atuais. Esse assunto é de responsabilidade universal e não tem idade. Na verdade, os seis volumes foram preparados de modo a não ter faixa etária em suas mensagens, entretanto, respeitam e foram preparados para obedecer ao rito literário utilizado nas escolas, como paradidáticos voltados para o ensino fundamental I. Falando de futuro próximo, conseguintemente a segunda coleção trará as mesmas dimensões no que se refere ao bem social e linguagem, contudo, voltada a leitura complementar do ensino fundamental II.

 Encerrando a coleção especial e comemorativa ao pequeno príncipe, o volume especial, capa dura, romance “adulto-infanto-juvenil” escrito de modo diferente, será revelado de surpresas, especialmente para você!

 Eu, a rosa, a ilustradora Ayssa, que deu cores a vida que recontei, a raposa, membros da equipe Planeta Pequeno Príncipe, reais integrantes da Ler Editorial, outros personagens e o próprio pequeno príncipe, estaremos nos dias 05/09 às 11h e 08/09 às 12:30h,  para cumprimentá-lo(s). Até lá!

 Acompanhe(m) também nas redes sociais:

 Facebook:

https://www.facebook.com/planetapequenoprincipe?ref=hl

 Blogger:

http://planetapequenoprincipe.blogspot.com.br/2015/05/diario-expresso-destaca-autor-do.html

 Blog Tumblr:

http://planetapequenoprincipe.tumblr.com/post/117938188801/bem-vindos-a-bremen-ja-recebido-pelo-cachorro?fb_ref=Default

Twitter:

https://twitter.com/colecao70anos/status/593954349778362368?s=04

 Instagram:

https://instagram.com/planetapequenoprincipe/

 Portal Planeta Pequeno Príncipe:

http://www.planetapequenoprincipe.com.br/colecao.html

 Adaptou em seis volumes a principal obra de Antoine de Saint-Exupéry, intituladas O Pequeno Príncipe no Planeta Terra, O Pequeno Príncipe no Planeta das Maravilhas, O Pequeno Príncipe no Planeta Vermelho, O Pequeno Príncipe no Planeta das Poesias, O Pequeno Príncipe no Planeta @.com, O Pequeno Príncipe no Seu Planeta. Os cinco últimos serão publicados em breve.

 

 

Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »