25/05/2015 às 10h48min - Atualizada em 25/05/2015 às 10h48min

Amorim Junior

Diretor e Coach de atores, modelos, jornalistas e demais interessados que fazem uso diário da comunicação profissional...

Thiago Santos

 Quem é o ser humano Amorim Junior?

 Um apaixonado pela vida e pela arte que existe nela, um entusiasta do ser humano.

 

 Como surgiu à ideia de se tornar um comunicador?

 Nasci comunicador, algo que chamam de dom, mas todo dom ou talento nato precisa de preparo, o caminho foi e é estudar sempre.

 

 Começou no teatro?

 Comecei minha vida fazendo teatro desde cedo no colégio São Luís, com textos de Maria Clara Machado, depois Os Saltimbancos (musical) e tantas outras montagens. O desejo e a certeza de ter meu caminho nas artes vem daquela época. Teve também O Alienista de Machado de Assis, espetáculo que comemorou 30 anos em 2014 e que guardo boas lembranças e amigos. " Incidente em Antares "  de Érico Veríssimo, onde fiz o personagem João Paz. Em paralelo aos espetáculos teatrais o estudo das artes cênicas no Indac, embasando a vida acadêmica, convivendo e aprendendo com pessoas muito queridas, Maucir Campanholi, Luís Melo, Flávia Pucci. Depois do Indac, um período de estudos na Inglaterra, conhecendo a cultura do velho mundo. De volta ao Brasil, cursinho para a faculdade, tendo como professor o também querido Eduardo Silva, excelente ator que na época me indicou para o SBT, onde acabei fazendo em 1994(5) o personagem Gastão na novela Sangue do Meu Sangue. Nessa mesma época no teatro trabalhei com a excelente Myriam Muniz, grande atriz, mulher e diretora, de fundamental importância nos meus caminhos como diretor. Nesse período também estrelei o Juvenil “ Help, Minha namorada está grávida “, uma divertida comédia que me levou a ser reconhecido na rua pelo trabalho em teatro, gratificante. Outra figura ímpar nas artes e no trabalho com o ator, com quem tive o prazer de trabalhar e aprender foi Beto Silveira, um mestre e fonte preciosa para minha formação como diretor.

 

 

 

 

 

 

 Num primeiro momento, teatro. Em seguida jornalismo! Sempre teve essa ciência de que nos estudos encontraria o ser humano, todo um teor precioso?

 O Jornalismo veio como uma sequência natural na minha formação, sempre questionador, buscando aprender e entender o mundo e o comportamento humano, vi no jornalismo essa possibilidade. Um caminho para também transmitir a informação às pessoas.

 

 Todo esforço e persistência te premiou rumo ao mundo televisivo?

 A televisão aconteceu naturalmente, primeiro como ator, depois apresentador, repórter e diretor. Não existe mágica, existe trabalho e lá se vão 30 anos. Infelizmente o que acontece hoje é que as pessoas acordam atores, apresentadores, modelos, acham que tudo é fácil, que você deu sorte, ninguém quer saber de estudar, aprender, focar em se preparar. O sucesso em qualquer área está baseado em um tripé formado por talento, preparo e oportunidade.

 

 Qual é a sensação diante um trabalho reconhecido?

 O prazer da realização, de tocar as pessoas com o trabalho é uma experiência única, seja no teatro, na Tv ou no cinema. Lembro-me de uma das apresentações da minha peça Crônicas Juvenis, reconhecida pela Secretaria de Educação do Governo do Estado de São Paulo, por abordar os temas transversais na educação, quando um dos jovens que assistiu a apresentação me disse que nunca havia ido ao teatro e achava que era uma coisa chata, quando assistiu ao Crônicas disse que adorou e que à partir daquele momento iria sempre ao teatro. Existe algo melhor do que isso? Esse é o trabalho, o prazer, a realização, tocar as pessoas, esse é o papel da arte, do artista, o meu papel.

 

 

 

 

 

 

 Pioneiro na comunicação online?

 Verdade, comecei com produções para a internet em 2000, o Youtube só apareceu cinco anos depois. Era um trabalho duro, porque a qualidade da conexão de internet era sofrível, não que hoje esteja uma maravilha, mas é incomparável ao que tínhamos. Tudo era feito na tentativa e erro, os conceitos padrões de TV não se encaixavam para web, era outro formato, enquadramento, tudo. Cada dia uma descoberta, hoje é muito mais fácil, a única coisa que não muda e é extremamente trabalhoso é a geração de conteúdo, o público é ávido por informação e se você não se mantém atualizado fica para trás. Uma das experiências interessantes nessa área é a TV online www.webcomtv.com.br, faço a direção de conteúdo e disponibilizamos para comércios e pequenas empresas, a possibilidade de terem a sua própria TV personalizada, ou seja, permitir que o pequeno empresário ou comerciante, possa divulgar seus produtos ou serviços de forma acessível e econômica, no mesmo nível de entidades que já atendemos como Prefeitura de São Paulo, Banco Itaú, Ciesp, Fiesp etc.

 

 

 

 

 

 

 NTVC?

 O NTVC é o Núcleo de teatro, TV e cinema, que criei e também sou responsável pela direção. O núcleo surgiu como oportunidade para quem deseja ingressar nessa área, para conhecer e aprender as diferenças de linguagem entre elas, tanto na atuação, quanto produção etc. Para mim como diretor é extremamente cansativo perder tempo com gente que entra no estúdio para gravar, com equipe pronta, câmera montada, luz, microfone e um tremendo “X”  no chão marcando o lugar onde ficar e a “apresentadora” ou “ator” que acha que sabe tudo, me pergunta: Onde tenho que ficar? Eu simplesmente respondo, do lado de fora por favor e pede para entrar o próximo, obrigado. Brincadeiras à parte, é como diz o ditado: “ toda brincadeira tem um pouco de verdade”. Mas o objetivo e prazer maior meu em relação ao NTVC, é exatamente o de poder trabalhar e desenvolver profissionais e seres humanos, porque o verdadeiro ator tem que saber atuar no teatro, na TV, no cinema, na web e em todos os veículos que venham a ser criados. E quem quiser conhecer um pouco mais é só acessar o www.ntvc.com.br

 

 

 

 

 

 

 O que um aluno poderá esperar após concluir o curso?

 Que ele aprenda a base fundamental do que é a minha filosofia, que não existe mágica, que o sucesso em qualquer área esta baseado em um tripé, formado pela somatória de talento, preparo e oportunidade. Que uma coisa não se sustenta sem a outra. Estudar, praticar e trocar informações é o caminho sempre.

 

 Para finalizar nos fale dos seus projetos atuais e futuros!

 Em TV, dirigindo a TV online www.webcomtv.com.br e formatando projetos para as TV´s abertas e canais a cabo. No teatro, dirigindo o monólogo “ Traição, O Silêncio Lamenta “  com o excelente ator Diogenes Gonçalves, que tenho orgulho em dizer que de aluno do NTVC, tornou-se além de amigo, um grande profissional. Também no teatro, com a comédia romântica Crônicas Juvenis, que além de servir de apoio as discussões sobre os temas transversais na educação, alcança a todo em geral por abordar uma fase da vida que todos já viveram ou ainda vão viver. No cinema dando sequência na produção de curtas metragens que deram origem a série Histórias Urbanas, A vida em Contos. Além da preparação e direção de elenco de longas metragens em pré-produção. Lembrando que todas as produções são realizadas entre a webcomtv e o NTVC, atendendo todo o mercado audiovisual. Na área acadêmica, ministrando cursos intensivos e de curta duração de interpretação, roteiro e direção e coaching personalizado para atores, jornalistas e modelos. Informações através do portal www.ntvc.com.br

 

 

Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »