16/05/2012 às 18h04min - Atualizada em 16/05/2012 às 18h04min

Visita: Uma tarde na TV Cultura

As fotos da minha visita serão publicadas nesta semana no meu facebook

www.fabiotv.com.br

Olá, internautas

Na última semana, recebi um release da assessoria de imprensa da TV Cultura que informava sobre a visitação às dependências da emissora que aconteceria até esta quinta-feira (17/05). Evidentemente, fiquei interessado e efetuei minha inscrição.

Na última terça (15/05), peguei um táxi e fui rumo a Fundação Padre Anchieta localizada no bairro da Lapa, aqui em São Paulo. Durante o percurso, conversei com o taxista para conhecer um pouco de sua vida. Gosto de ouvir as histórias dos profissionais que conhecem a metrópole e seus moradores. Era um senhor de 68 anos. Disse que era motorista há mais de 50 anos. Foi assaltado por 42 vezes. Baleado em três. Matou um. Sim. Ele anda armado depois de tantos assaltos. Momento tenso. 

Cheguei à Fundação. É um lugar meio isolado. Difícil acesso para quem não conhece a região. Um guia apresentou toda a estrutura da TV Cultura. Na primeira etapa, mostrou os troféus recebidos pelo canal, inclusive o Emmy e um Troféu Imprensa que fica em destaque na galeria (conquistado pelo “Roda Viva” em 2006). Depois, passeamos pelas dependências externas do canal. Belos jardins. Esculturas espalhadas.

Conheci o espaço “Backstage” que reúne câmeras antigas, maquetes de programas e plantas de cenário. Em seguida, fomos em direção aos estúdios. Enquanto no SBT é numerado (1,2,3...), na Cultura as letras designam cada espaço. E,D,F... Tive  a oportunidade de entrar no estúdio do “Jornal da Cultura” e do  “Cartão Verde/Cartãozinho Verde”.  O ambiente não é tão grande. Os dois cenários dividem a mesma área.

Percorri pelos ambientes internos. Sobe escada. Desce escada. Há um enorme corredor que conta com diversas salas de controle de exibição. O pessoal da técnica reina soberano por lá. Em um switcher, acompanhei a gravação do programa “Quintal da Cultura”. O diretor passava as orientações para os câmeras. “Foca”. “Câmera, atenção!”. Esse é o pessoal que, de fato, constrói a nossa TV.

Também passei pela exposição “Castelo Rá Tim Bum: 18 anos de sonho, fantasia e aprendizado” que exibe figurinos de personagens, bonecos e elementos cenográficos originais. Há cartas dos telespectadores da atração, enviadas em 1994, que ganham destaque no espaço. Ao lado, há um enorme salão que reúne diversas produções, inclusive dos jornalísticos.  

Desde criança, sempre acompanhei a programação da TV Cultura. Sou da geração “Bambalalão”, “Rá-Tim-Bum”, “Mundo da Lua”, “X-Tudo”, “Glub-Glub”, entre outros. Foi um enorme prazer conhecer a estrutura do “canal 2” que me surpreendeu pela grandiosidade. É maior em relação à RedeTV!. O visual externo da sede do SBT lembra as dependências da TV Cultura. É uma pena constatar de perto que toda essa estrutura é atualmente pouca usada, em virtude da baixa produção da emissora.

PS:  As fotos da minha visita serão publicadas nesta semana no meu facebook:

https://www.facebook.com/fabio.maksymczuk

Fabio Maksymczuk

Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »