30/03/2016 às 03h30min - Atualizada em 30/03/2016 às 03h30min

A Roda Gigante

da nossa vida

Bruna Medeiros - GAZETA

Pensei hoje na vida como uma roda gigante de parque de diversões. Pensei nela assim depois de presenciar diversas vezes nos últimos tempos o meu mundo e o de algumas pessoas próximas a girar, girar e cair em cadeiras conhecidas e ouvindo aquelas expressões: ”Como a vida é doida olha as voltas que ela dá! Olha aonde viemos parar novamente em circunstâncias tão diferentes”.

E me perguntei será mesmo que a vida que gira tanto ou nós que estamos estacionados e algumas pessoas que também não mudaram seu caminho esbarraram conosco novamente? Ou passamos depressa demais por um lugar que deveríamos ter nos demorado mais e precisamos voltar para trás para retomar algo bom e importante?

Imaginei a vida sim como a roda gigante, iluminada, colorida, cheia de cadeiras e pessoas na fila afinal é uma roda gigante e linda. Gigante na proporção de coisas que podemos realizar de pessoas que podemos agregar, do bem que podemos fazer e amor que podemos espalhar. Iluminada porque jamais estamos sozinhos sempre, sempre temos um amigo, ou familiar, ou até um estranho, um anjo e um Deus para nos amparar. Colorida, pois, há beleza em todo lugar, há a natureza para contemplar e desfrutar. E sim muitas cadeiras para sentar, tantas possibilidades e oportunidades de trabalho, estudo e alegria. E a fila, hum esse é o ponto mais importante quem dessa fila terá a devida coragem para subir e desfrutar da vista e do passeio até o fim? As pessoas que escolhemos e permitimos nesse momento são de suma importância para a conclusão desse passeio. Será delicado escolher alguém que tem medo de altura, porque não desfrutará do passeio de forma leve e poderá também te amedrontar e te estressar no ápice do passeio que é a altura, ou se for alguém que é destemido demais colocará sua vida em risco cheio de imprudências e malicias balançando a cadeira de forma a te preocupar e até lhe machucar e se for alguém que empacar, que vai desistir, não vai sentar para subir irá te frustrar, ficarás com o desejo de viver aquela aventura de forma segura para vislumbrar a paisagem lá do alto, mas não tirará o pé do chão, vai te travar.

Precisamos ter cuidado em que cadeira sentar e qual companhia escolher para não cairmos em armadilhas que estragarão nosso passeio na roda gigante da nossa vida que fica nesse grande parque de diversões que é o mundo além da nossa própria finalidade, tantos lugares a ver, culturas para conhecer e sonhos a realizar. Não podemos errar...

 

 

Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »