17/05/2020 às 16h31min - Atualizada em 17/05/2020 às 16h31min

ABE garante que exercícios é boa prática para pessoas com epilepsia

Renato Galvão
Divulgação
A prática de exercícios físicos é muito benéfica para pessoas com epilepsia. "Na prática esportiva, o nosso metabolismo produz e libera hormônios que proporcionam sensação de bem-estar e influem positivamente na qualidade de vida", explica Maria Alice Susemihl, presidente da Associação Brasileira de Epilepsia (ABE). 
 
"Temos que manter o nosso corpo e a nossa mente em pleno funcionamento, principalmente durante este período atípico. Uma boa alimentação, a qualidade de sono e o equilíbrio emocional são fatores indispensáveis a saúde e o bem-estar", completa Ricardo Arida, neurofisilogista e docente da UNIFESP.
 
A atividade física conforme estudos, libera no organismo inúmeros neurotransmissores que contribuem para diminuir a epilepsia, atuando até como anticonvulsivantes naturais, lembrando que esportes radicais não são indicados para quem sofre da doença.
 
Alongamentos, polichinelos, abdominais, agachamentos, meditação e yoga (todos com orientações), são interessantes para pessoas com epilepsia. 
 
"O sedentarismo aumenta o risco de desenvolver hipertensão, diabetes, doenças cardíacas e obesidade. Pessoas com epilepsia não fazem parte do grupo de risco do novo Coronavírus apenas por terem a doença, mas, caso desenvolvam outras que o sedentarismo acarreta, farão parte sim", finaliza Maria Alice, da ABE. 
Link
Relacionadas »
Comentários »