31/03/2020 às 23h19min - Atualizada em 31/03/2020 às 23h19min

Conselho Federal de Nutrição autoriza atendimentos online devido à pandemia do coronavírus

O Dr. Leone Gonçalves aponta as principais vantagens e benefícios da liberação da teleconsulta pelo Conselho Federal de Nutrição como forma para atender os pacientes durante a pandemia do coronavírus.

Reprodução / MF Press Global
Em virtude do confinamento e da pandemia do coronavírus, o Conselho Federal de Nutrição (CFN) publicou a Resolução nº 646 permitindo teleconsultas e teleatendimento, abrindo um leque de oportunidades para profissionais e também para pacientes em potencial que buscam um melhor qualidade de vida, saúde e boa forma.

Agora é possível ter orientação profissional no que diz respeito a nutrição durante a quarentena e já não há mais desculpas para não melhorar a saúde e entrar em forma. A liberação do CFN resultou em grande procura destes profissionais neste período de confinamento.

Dr. Leone Gonçalves, nutricionista e preparador físico, é um dos profissionais que começou a colocar em prática o teleatendimento e revela que já tem uma série de pacientes aderindo novo protocolo: “tanto pacientes que faziam acompanhamento comigo como novos, que tomaram conhecimento desta possibilidade agora, estão aderindo em massa a esta modalidade. Com a liberação, tenho aumentadas as minhas possibilidades de acompanhamento o que também aumenta a efetividade do trabalho desenvolvido com cada um.”

Dr Leone Gonçalves/Reprodução / MF Press Global

Dr Leone Gonçalves/Reprodução / MF Press Global



Benefícios

O nutricionista revela quais são as principais vantagens e ganhos com a liberação do Conselho Federal de Nutrição para o paciente: “O nutricionista é o profissional capaz de avaliar o estado nutricional de cada indivíduo, recolher informação acerca da dieta alimentar, história clínica, alergias ou intolerâncias alimentares e eventuais queixas gastrointestinais. Perante esta informação e com a possibilidade da teleconsulta é possível apoiar quem está do outro lado da tela do computador no planeamento de objetivos (de peso, composição corporal, marcadores clínicos) e determina necessidades nutricionais individuais que resultam na elaboração de um plano alimentar personalizado, adequado às necessidades, mas também às preferências e limitações de cada indivíduo que vão permitir que cada um alcance seus objetivos mesmo na quarentena.”
Link
Relacionadas »
Comentários »