02/07/2015 às 03h50min - Atualizada em 02/07/2015 às 03h50min

Malu Mader em um

Aconteceu no Centro Cultural Chica Xavier (29), o encontro com Malu Mader, no projeto Papo de Mestre. A atriz contou que muito jovem, queria ser bailarina, médica e tantas outras profissões e se encantou pelo palco, pois ali poderia ser qualquer personagem, fez o teatro Tablado e confidenciou que foi a sua segunda casa.

Malu leu para os convidados, um pouco de Clarice Lispector e Nelson Rodrigues. Disse para os alunos do Palco da Vida, que todo ator tem que ler muito, conhecer a língua portuguesa e completou que o ator não precisa estar na mídia, que o ator se realiza nos teatros, escrevendo belos textos, roteiros e fazendo muitas coisas importantes!

Malu indicou como boa leitura A Gaivota, que é muito importante para o estudo dos atores.No encontro Malu respondeu algumas perguntas e uma delas foi sobre qual o personagem mais difícil que ela fez? A atriz respondeu que um personagem “ruim”, mas que não se recorda de tê-lo feito, pois fez muitas mocinhas e heroínas. Disparando que fez muitas coisas importantes e outras nem tanto e que “Anos Dourados” foi um de seus melhores trabalhos. Ela foi homenageada pelo grupo de Teatro no Palco da Vida, com Pluft, o Fantasminha e finalizaram a apresentação com um disco de vinil de Maria Clara Machado, quem dirigiu a atriz no Teatro Tablado.

Wal Schneider, fundador e idealizador do Centro Cultural Chica Xavier (Projeto Social de Teatro no Palco da Vida), contou que vem realizando o sonho de muitos jovens, levando o teatro a quem jamais teria acesso, estudo e assim inserindo a cultura em comunidades e começou a dar aulas de teatro em fundo de quintal de alunos que cediam o espaço, em terrenos abandonados e quadras, e depois de um tempo, teve a ousadia de alugar uma casa para criar o “Centro Cultural Atriz Chica Xavier”, sendo a atriz madrinha do projeto! No Centro Cultural, um grupo de alunos entre crianças, jovens e adultos se une para praticar a arte do teatro. No local todos tem acesso a “Biblioteca Padre Pio” de teatro, com mais de 2000 títulos relacionados à sétima arte, entre eles: revistas, jornais, videoteca com mais de cinco mil títulos e filosofia e história.

O projeto conta apenas com apoios, doações e trabalhos voluntários, mas é um ideal de vida, e dele não vamos desistir. Nosso sonho pode ser ousado, mas é perfeitamente realizável, finaliza Wal Schneider. O Centro Cultural Chica Xavier encontra-se no bairro de Olaria.

fotos: Sanny Soares

 

 

 

 

 

 

 

 

 
Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »