27/12/2022 às 10h46min - Atualizada em 29/12/2022 às 00h10min

Turismo corporativo e de eventos mostra crescimento em 2022

A junção do trabalho ao lazer no mesmo destino segue como tendência para o ano que vem

SALA DA NOTÍCIA Luiza Azevedo
Após dois anos de incertezas por conta dos efeitos da pandemia, os setores do turismo e de eventos deram sinais de retomada no Brasil. Dados da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados este mês, apontam para um aumento nas atividades turísticas no país, o acumulado deste ano cresceu 34,5% na comparação com o mesmo período de 2021.

Os números são atribuídos ao aumento nas receitas de empresas dos setores de transporte aéreo, restaurantes, hotéis, rodoviário coletivo de passageiros, locação de automóveis e serviços de bufê. De acordo com o IBGE, todas as 12 unidades da Federação que foram analisadas avançaram. Os destaques principais ficaram com São Paulo (41,9%), Minas Gerais (55,3%), Rio de Janeiro (17,6%), Rio Grande do Sul (43,3%) e Bahia (28,7%).

Para Priscilla Levinsohn, diretora de Marketing do Complexo Multiuso de São José dos Campos – fundado por Ronald Levinsohn (1935 - 2020) –, esse resultado pode ser percebido pela procura na realização de eventos nos espaços do empreendimento que coordena e, também, pelo aumento das hospedagens no hotel localizado dentro do complexo. “Do final do ano passado até agora, verificamos um aumento de mais de 50% na procura pelo nosso hotel. O ano de 2022 está terminando com números acima das nossas expectativas”, afirma.

O público corporativo também tem se destacado no retorno às atividades presenciais. Segundo dados da Associação Brasileira de Agências de Viagens Corporativas (Abracorp), ao todo, o setor faturou R$ 9,2 bilhões somente no período entre janeiro e outubro deste ano.

Entre as novas tendências para o turismo corporativo em 2023 está a busca por praticidade com tecnologias mais eficientes, como, por exemplo, check-in e check-out sem contato e hotéis com espaço para coworking. “Os hóspedes querem cada vez mais liberdade, serviços práticos e menos burocracia”, completa Priscilla.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp