30/09/2015 às 11h28min - Atualizada em 30/09/2015 às 11h31min

Paulo Markun “entrevista” Chico da Matilde no dia 8 de outubro, no Teatro Eva Herz

Entrada para gravação do programa Retrovisor é franca. Jornalista conversará com o Dragão do Mar

Atelier de Imagem e Comunicação

No dia 08 de outubro (quinta-feira), às 12h, o jornalista Paulo Markun “entrevistará” Francisco José do Nascimento, Chico da Matilde (nascido em 1839 e morto em 1914). Esta será a gravação do 12º episódio da segunda temporada do programa Retrovisor. O talk-show é comandado por Markun, que conversa com personagens históricos brasileiros, interpretados por atores que respondem a perguntas do jornalista e da plateia do teatro Erva Herz, da Livraria Cultura (Avenida Paulista).

O ator André Capuano representará Chico da Matilde. Devidamente caracterizado e embasado em pesquisas históricas, André, ou melhor, Chico da Matilde, será questionado sobre fatos ocorridos em um importante momento de sua vida. No caso, quando, por ordem do imperador, foi reconduzido ao cargo de prático da Capitania dos Portos, no Rio de Janeiro.

         Nascido em Canoa Quebrada, Ceará, Francisco José do Nascimento desde cedo foi ligado ao mar. Seu avô, assim como seu pai, foram pescadores e morreram no mar. Sua mãe, Matilde Maria da Conceição (por isso Chico da Matilde), o criou com muita dificuldade. José aprendeu a ler somente aos 20 anos (em 1859), mesma época em que começou a trabalhar nas obras do Porto de Fortaleza, e também como marinheiro em um navio que fazia a linha Maranhão - Ceará. Em 1874 foi nomeado prático da Capitania dos Portos e conviveu com o drama do tráfico negreiro.

Chefe dos jangadeiros, ele e seus colegas se engajaram na luta abolicionista em 1881, em Fortaleza, CE, a partir da recusa de Francisco em transportar para os navios negreiros os escravos vendidos para o sul do Brasil. Desta forma, os fazendeiros foram obrigados a libertar os escravos cearenses quatro anos antes da Lei Áurea. Por sua liderança na luta abolicionista, Francisco ganhou notoriedade e o apelido de Dragão do Mar, mas foi exonerado do cargo de prático da Capitania dos Portos. Em 1889, porém, por ordem do imperador, foi levado ao Rio de Janeiro e reconduzido ao cargo. É neste momento que o Retrovisor encontra Chico da Matilde.  

Segunda temporada

Nesta temporada, Retrovisor conta com 13 personalidades, com o diferencial de um número maior de personagens femininos em relação à primeira temporada. Além disso, terá uma cenografia especialmente desenvolvida, que mescla projeções e uma espécie de “janela para o passado”, com o uso de sombras e projeções no cenário. A direção de imagem é de Marcelo Amiky, da produtora Media Arts.

Com previsão de estreia em outubro, é uma realização da Revanche Produções e da Media Arts, em coprodução com o Canal Brasil. A temporada é uma apresentação do Ministério da Cultura, através da Lei de Incentivo à Cultura, com o patrocínio de Bradesco, BNDES e Tractebel Energia.

Ainda estará sob perguntas de Markun a personalidade Joaquim Nabuco (1919).

Serviço:

Entrevistador: Paulo Markun

Personagem: Francisco José do Nascimento, o Chico da Matilde – por André Capuano

Data: 08 de outubro de 2015

Horário: 12h às 13h

Local: Teatro Eva Herz - Conjunto Nacional

Endereço: Av. Paulista, 2.073, Bela Vista - São Paulo/SP

Entrada franca: Ingressos devem ser retirados com 1 hora de antecedência


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »