07/05/2012 às 23h10min - Atualizada em 07/05/2012 às 23h10min

Banda Baile da Cumbuca

Neste ano do terceiro milênio o Emme tem como prioridade retomar a sua vocação histórica

Flavia Fusco

A cantora e atriz santista Carol Bezerra uniu-se ao músico paulistano Guga Stroeter e sua poderosa Orquestra HB para realizar uma grande festa/baile para se ouvir e dançar a rica diversidade dos estilos brasileiros.
Em uma única noite, o público é convidado a viajar pelo Brasil, cantando e dançando samba, maxixe, carimbó, jongo, boi-bumbá, congada, afoxé, samba de roda, capoeira e maracatu. Esse é o Baile da Cumbuca, que tem como diferenciais o domínio técnico e cênico de Carol Bezerra e arranjos exuberantes para uma big band com 13 integrantes.
A festa acontece mensalmente no Estúdio Emme, uma das melhores casas com palco e pista de dança de São Paulo.

Coreografias: Paulina Alves e Simone Debet
Figurino: Guga Stroeter e Carol Bezerra
Cantora Convidada: Carol Bezerra

SERVIÇO
BAILE EMME

Todas as quintas-feiras
Abertura da casa: a cada 15 dias, quando o Trixmix precede o baile: às 20h Noite só com baile: 21h
ingressos baile: R$ 20,00 antecipado e R$ 30 na porta
Estúdio Emme - Rua Pedroso de Moraes, 1036 Pinheiros – São Paulo
Informações: 3031 3290
Canais de vendas:
On line: lista@estudioemme.com.br
Bilheterias do Estúdio Emme | de segunda a sábado, das 13h00 - 19h00.
Ingresso para o Baile Emme:
Na porta R$ 30,00
Antecipado: R$ 20,00
(aloingressos.com.br ou lista: www.diadegroove.com.br)
Censura: 18 anos
Estacionamento: serviço de valet: R$ 20,00
Cartão de crédito: Mastercard e Visa.
Cartão de Débito: Redeshop e Visa Electron
Acesso para deficientes.
Ar condicionado.

 

Neste ano do terceiro milênio o Emme tem como prioridade retomar a sua vocação histórica criando uma noite em que as melhores orquestras se apresentem em shows dançantes.
O espaço abrigou, em outras décadas, o Rádio Club – que protagonizou o lançamento do pop rock brasileiro dos anos 80, acolhendo Paralamas do Sucesso, Titãs, Barão Vermelho, Ultrage a Rigor. Depois, nos anos 90 veio tornar-se a mais importante casa de danças de São Paulo, abrigando fenômenos como a Banda Mexe com Tudo, Farinha Seca e Heartbreakers.
Inspirado por esta história foi criado o projeto “Baile do Emme”, onde diversas grandes orquestras se revezarão num conceito que agrega a diversidade e coerência. A cada quinta-feira, o Emme receberá uma banda de muitos músicos dedicada à assuntos conectados, porém complementares.

A Música e a Dança
São Paulo vive uma efervescência musical enorme. Grandes bandas e orquestras investem na pesquisa e na interpretação de distintas tradições brasileiras criando shows e bailes que primam não só pela excelência dos arranjos como pelo caráter inédito cultural onde tanto artistas quanto músicos são convidados a conhecer o rico caleidoscópio das manifestações musicais do Brasil.
E essas distintas vertentes musicais concretizam-se na forma da dança, pois nossa ascendência afro-indígena postula que a melhor maneira de compreender a música e o próprio mundo é dançando. Tocar e dançar esses repertórios já transcende a questão do entretenimento para se tornar uma prática de cidadania.
Mensalmente teremos a Banda Glória, um dos maiores hits das últimas décadas, interpretando com extremo bom gosto canções brasileiras de Chico Buarte, Noel Rosa, Ary Barroso etc. Teremos também a estreia e a temporada do show Baile da Cumbuca protagonizado pela atriz e cantora Carol Bezerra, num show com coreografias e figurinos que viaja pelos cantos mais recôndidos do Brasil, trazendo para a instrumentação exuberante da Orquestra HB uma seleção de temas urbanos e folclóricos que passam pelo samba, o samba de roda, carimbo, afoxé, forró, maracatu e jongo.
Um outro espetáculo que está agendado periodicamente na programação do Baile do Emme é o Baile dos Orixás com o incrível cantor “importado” de Salvador, Aloísio Menezes. Esse é um show extremamente ousado, mas ao mesmo tempo, muito dançante e generoso. As canções seguem uma ordem de saudação aos Orixás da mitologia afro-brasileira, numa alegre celebração da relação do homem com a natureza. Não é, nem de longe, um ritual religioso, mas uma saudação e um reconhecimento de que os tambores africanos que configuraram-se na música brasileira são responsáveis por grande parte de nossa alegria, de nossa sensualidade.
O tratamento das canções de orixás é extremamente contemporâneo: se no ritual tradicional essas músicas são interpretadas com vozes e tambores, no baile dos orixás, teremos arranjos sofisticados com cinco sopros, vibrafone, baixo, três percussionistas, backing vocals e programações eletrônicas. Esse baile é uma consequência direta do celebrado álbum “Guga Stroeter & Orquestra HB – Apresentam Xirê Reverb”, CD este que foi lançado no dia da Consciência Negra em Salvador, no Pelourinho com a presença de chefes de Estado de todo o mundo. Carol Bezerra também participa desse show dividindo o palco com Aloísio Menezes.
Outras quintas-feiras serão preenchidas por orquestras que trabalham nessa mesma direção como a Orquestra Voadora do Rio de Janeiro, a Orquestra Brasileira de Música Jamaicana, Bixiga 70 e Jam Suburbana.
O Estúdio Emme é uma das casas de shows mais bem localizadas e aparelhadas da Zona Oeste de São Paulo. No coração da Vila Madalena, concentra o melhor do entretenimento e da cultura contemporânea da cidade. Ele proporciona uma experiência completa, através de serviços exclusivos, para quem gosta de moda, música, cultura e diversão. Instalado junto à loja da marca, que dá nome à casa. O local tem uma programação que destaca o pop, rock, música brasileira, música eletrônica e suas variações em DJ sets ou performances ao vivo.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »