28/08/2015 às 17h51min - Atualizada em 28/08/2015 às 17h51min

Avaliação criteriosa para novos projetos de energia garante segurança financeira para empresas

Vice-presidente da Darby Private Equity, Ana Fontes, acredita que analisar todos os riscos de um projeto é fundamental para assegurar os investimentos no setor. Assunto será debatido na 16º edição do Energy Summit, no próximo mês, em São Paulo

Avaliar o potencial de atração de capital financeiro para fontes de energia elétrica tem sido a principal ferramenta utilizada por investidores do mercado para manterem-se ativos sem correr o risco de perdas econômicas. Para auxiliar tais aplicações, o Governo Federal lançou o Programa de Investimentos em Energia Elétrica (PIEE) que prevê investir até 2018 cerca de R$ 186 bilhões (R$ 116 bilhões para geração e R$ 70 bilhões para transmissão), com objetivo de ampliar a oferta e priorizar fontes limpas e renováveis.

Com negócios no mercado brasileiro há mais de duas décadas, a Darby Private Equity investiu nos últimos anos em dois projetos de energia elétrica: o primeiro voltado à construção de uma usina hidrelétrica e de biomassa, em Rondônia, e o outro à viabilização da construção de dois parques eólicos.

De acordo com a vice-presidente da empresa, Ana Fontes, o mais importante em um processo de investimento é avaliar os riscos do projeto desejado. “Quando falamos em oportunidade de negócio, significa criar um valor em um programa de energia para conseguir transformar todas as informações em algo operacional. Para isso devemos tentar identificar empreendedores que executem todas as ações propostas”, explica.

Além disso, Ana ressalta que também é preciso analisar aspectos como ambiente regulatório, fornecedores, assitência técnica e a construção da proposta em si. “Não olhamos exclusivamente a fonte, já fizemos aplicações econômicas em vários tipos de energia e tecnologia e sempre olhamos os elementos que um investidor considera, sem contar que alguns tipos de geração elétrica impactam na atratividade ou não no projeto”, pontua a vice-presidente que participa da 16º edição do Energy Summit, no próximo mês, em São Paulo.

Com o intuito de realizar uma análise do mercado para novos projetos, o evento promoverá no dia 15 de setembro, o “Seminário Compliance, Finanças e Financiamento no Setor Elétrico” com a presença do presidente da America Energia, Andrew Frank Storfer; da chefe do Departamento de Energia Elétrica do BNDES, Márcia Souza Leal; além da vice-presidente da Darby Private Equity, Ana Fontes.

Mais informações sobre a programação completa e palestrantes confirmados podem ser acessadas no site oficial http://www.informagroup.com.br/energy-summit/pt.

Sobre o ENERGY SUMMIT 2015
Tradicional fórum de discussões da indústria elétrica, o Energy Summit realiza em 2015 sua 16ª edição reunindo especialistas sobre geração, transmissão e distribuição e comercialização do insumo, com o intuito de gerar novos negócios, compartilhar informações estratégicas para o setor e novas ideias. Este ano, o evento acontece de 15 a 17 de setembro, no Hotel Pullman Vila Olímpia, em São Paulo. Mais informações sobre as palestras, palestrante e inscrições estão disponíveis no site do evento, em http://www.informagroup.com.br/energy-summit/pt.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »