27/08/2015 às 15h40min - Atualizada em 27/08/2015 às 15h40min

Companhias elétricas aprimoram testes de confiabilidade para garantir medição eficiente de energia

Experimentos realizados por empresas visam assegurar a qualidade e tempo de vida útil dos aparelhos de medição. Consumidor sai ganhando

A utilização de medidores eletrônicos por companhias elétricas nacionais está auxiliando consumidores, residenciais e comerciais, de diversas regiões a economizarem energia. Com a implantação dos novos instrumentos, é possível identificar os aparelhos que mais consomem eletricidade e realizar os ajustes necessários. No entanto, para que os processos de medição estejam sempre seguros, as companhias precisam realizar constantes testes de confiabilidade para mensurar a qualidade, ganho de energia e tempo de vida útil de cada aparelho. As aplicações de novas tecnologias para medição do consumo de energia elétrica serão tema da 13º edição da Latin American Utility Week (LAUW), no mês de setembro, em São Paulo (SP).

No Brasil, uma das empresas pioneiras em testes de confiabilidade é a Companhia Energética de Pernambuco (Celpe). Segundo o Gestor da Unidade de Medição de Energia, Bruno Agra, os estudos de medição eletrônica na companhia começaram nas redes inteligentes de Fernando de Noronha, após diversos problemas com a vida útil dos medidores, pouco depois de instalados. 

“A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) estabelece que a vida útil dos medidores eletrônicos seja de 13 anos, mas começamos a notar irregularidades com aproximadamente cinco anos de uso. Foi então que, recentemente, junto com o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPqD), optamos por fazer uma breve avaliação, por aproximadamente duas semanas, para acompanhar os retornos dos medidores eletrônicos novos de campo, através de estímulos como aceleramento de tensão, umidade e temperatura”, explica o gestor.

Uma das iniciativas do grupo e que será apresentada a outras companhias do país durante a LAUW, é o formato de contrato com fornecedores, que estabelece garantias de confiabilidade. Assim, em aparelhos cuja vida útil é de 13 anos, a confiabilidade deve ser de 90%, aceitando apenas 10% de falhas ao final do tempo regulatório do produto. “Caso a diferença seja maior, ela será negociada com o fabricante, que assumirá como sendo deficiência da produção e irá ressarcir financeiramente a companhia”, pontua. A ideia é que a iniciativa torne-se padrão de garantia e de ensaios de confiabilidade de medidores de energia.

Investimentos - Um dos grandes investimentos em implantação de medidores eletrônicos, além de um centro de gerenciamento da medição nas regiões com tecnologia EnergyIP, será realizado pela multinacional Siemens nas regiões Norte e Nordeste. A participação no Projeto Energia+, da Eletrobras, permitirá que a empresa forneça soluções em Smart Grid (redes inteligentes) em seis estados, com o objetivo de melhorar o desempenho operacional e financeiro da estatal.

Segundo Sergio Jacobsen, gerente geral de Smart Grid na Siemens, a integração dos elementos fornecidos permitirá auxiliar na redução sustentável dos índices de perdas não técnicas da energia que é distribuída nos estados do Amazonas, Acre, Rondônia, Roraima, Alagoas e Piauí, e são relativamente elevados. “Criaremos um sistema automatizado com maior transparência através do monitoramento, controle e gerenciamento dos dados provenientes da medição remota, auxiliando na redução de custos operacionais e dos índices de perdas não técnicas”, esclarece. 

Sobre a LAUW
Organizada pela Clarion Events, a 13a edição da Latin America Utility Week (LAUW) reunirá as principais empresas de geração, transmissão, distribuição e comercialização de energia, água e gás, gerenciamento de recursos energéticos e hídricos, redes e cidades inteligentes da América Latina. Paralelamente à exposição acontece o tradicional congresso internacional, com diversos assuntos ligados aos setores relacionados com o evento. Na edição de 2014, o evento atraiu 2.000 visitantes profissionais do setor e reuniu 135 congressistas de países da América do Norte, Europa, Ásia e América do Sul, 82 palestrantes e 52 utilities. A novidade desta edição será a retomada da premiação de projetos inovadores nas categorias Energy, Metering, Smart Grids, Smart System e Water & Gas. A LAUW acontece de 23 a 25 de setembro, no Transamerica Expo Center, em São Paulo (SP). 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »