25/08/2015 às 12h20min - Atualizada em 25/08/2015 às 12h20min

Hipnose clínica pode ajudar quem quer parar de fumar

Ex Libris Comunicação Integrada

Dia 29 de agosto é celebrado o Dia Nacional de Combate ao Fumo. E segundo pesquisa do Ministério da Saúde (MS) a data tem tudo para ser comemorada, já que nos últimos nove anos o número de fumantes no Brasil caiu 30,7%. Atualmente, a estimativa é de que cerca de 10,8% dos brasileiros adultos fumem. Um notável avanço sobre os números do final dos anos 1980, quando nada menos que 34% dos brasileiros eram tabagistas.

Mas o tabagismo ainda continua sendo a principal causa de mortes evitáveis e um dos maiores problemas de saúde pública que a população brasileira enfrenta. Segundo pesquisas, 62% dos fumantes pensaram em parar de fumar, mas poucos conseguem. Para Alessandro Baitello, presidente e fundador da Rede Clínica da Hipnose, o vício de fumar pode ser de ordem fisiológica, emocional ou as duas coisas juntas. “As pessoas fumam porque estão estressadas, perderam um amor, estão ansiosas ou ainda porque simplesmente gostam do movimento que é feito de abrir a carteira de cigarros, acender e fumar”, diz o especialista, doutor e mestre em hipnose pela AIHCE (Academia Internacional de Hipnose Clínica e Experimental), da Espanha.

De acordo com Baitello, a hipnose é uma condição ou estado modificado de consciência, como o sono ou a vigília (estado acordado), que possibilita a melhoria do indivíduo, diminuindo ou eliminando os fatores que causam ou colaboram com a instalação do problema. Por meio da fala, o profissional consegue sugerir alterações e adequações, em benefício ao tratamento da pessoa.

A hipnose clínica científica pode ajudar no tratamento de combate ao vício do cigarro sem o uso de medicamentos e com no máximo cinco sessões. “O tratamento de hipnose clínica científica geralmente é de cinco semanas, com sessões de uma hora a cada sete ou dez dias. Vamos trabalhando o inconsciente do cliente para buscar o foco da dificuldade e modificar possíveis traumas. Acreditamos que uma mente sã é a chave para uma vida plena, com qualidade e bem-estar, e consequentemente feliz”, explica o doutor.

Baitello explica ainda como é feito o tratamento por meio da hipnose. “Quando somos procurados por alguém que deseja parar de fumar, nós colocamos a pessoa em um transe hipnótico para tentar descobrir o que desencadeou o vício.  E aí instalamos um trauma ao contrário. Isso é feito quando contamos uma outra história para o inconsciente, que absorve aquilo como verdade e faz um ‘destravamento’ na vida dessa pessoa, a fazendo querer parar de fumar”.

 

Sobre a Rede Clínica da Hipnose

Em 2000, Alessandro Baitello se apaixonou pela hipnose e pelos benefícios que a técnica proporcionava às pessoas e decidiu se especializar na terapia. Após anos de atendimento em pequenos consultórios e palestras sobre o tema, o hipnoterapeuta fundou a Rede Clínica da Hipnose, em 2013, em Curitiba (PR). A Rede é referência em hipnose clínica científica no Brasil, tanto presencial quanto online, com mais de 5 mil clientes por todo o país, muitos deles encaminhados por médicos e psicólogos para complementar seus tratamentos. Este ano, a Rede Clínica da Hipnose iniciou seu processo de expansão já com a inauguração de duas novas clínicas em São Paulo, Campinas, Santos e Curitiba e tem pretensões de se expandir por todo o Brasil. Mais informações sobre a técnica e também sobre as clínicas podem ser obtidas no site www.redeclinicadahipnose.com.br, no facebook www.facebook.com/redeclinicadahipnose, no aplicativo para smartphones “Clínica da Hipnose” ou pelo telefone (11) 2122-4024.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »