24/08/2015 às 10h51min - Atualizada em 24/08/2015 às 10h51min

Passados seis meses, OAB/RJ segue sem honrar seu contrato com o INPAO Dental

Desde fevereiro, quando a instituição rompeu unilateralmente, as partes seguem conversando para resolver as pendências contratuais, mas ainda não há uma solução em vista.

Agência Pauta VIP
Claudio Aboud, diretor de Finanças e Administração do INPAO Dental

O imbróglio jurídico envolvendo a Ordem dos Advogados do Brasil do Rio de Janeiro (OAB/RJ) e a operadora de planos odontológicos INPAO Dental está completando seis meses. Desde fevereiro, quando a instituição rompeu o contrato unilateralmente, as partes seguem conversando para resolver as pendências contratuais, mas ainda não há uma solução em vista.

Porém, a cada mês que passa, os valores devidos aumentam e a conta segue em aberto. Dessa forma, alguns advogados acreditam que o montante poderá ultrapassar facilmente os R$ 5 milhões. Toda essa confusão causa ainda um grande desconforto em toda a cadeia de prestadores de serviço, na rede credenciada e nos próprios beneficiários.

“Fica difícil entender como uma instituição renomada como a OAB/RJ, que possui membros que atuam em defesa do consumidor, tem uma posição como essa. Me surpreende não apenas com a falta de compromisso com a questão contratual, mas também a pouca preocupação com o produto que eles oferecem aos seus associados”, lembra Claudio Aboud, diretor de Finanças e Administração do INPAO Dental.

O executivo se refere ao valor do segundo contrato de prestação de serviço odontológico que a OAB/RJ firmou para atender seus quase 100 mil filiados. Ao custo de apenas um real por beneficiário, fica difícil entender como é possível manter um estabelecimento, pagar os impostos, comprar insumos, promover a higienização do espaço e dos instrumentos, e ainda ter lucro por esse montante.

“A troca do plano odontológico que é oferecido aos seus associados com base apenas na condição financeira é lamentável. Em algum momento, será o beneficiário que irá pagar essa conta. Posso garantir que é impossível atender com um mínimo de qualidade um paciente com apenas um real”, afirma o executivo.

Como não foi entregue nenhuma solicitação oficial para que o atendimento fosse suspenso, a operadora segue atendendo aos filiados da instituição. Também o plano odontológico ofertado aos dependentes continua sendo assegurado normalmente, em virtude dos diversos contratos individuais formalizados com a operadora.

“Esperamos que a OAB/RJ possa por fim a essa história acertando o que deve pelos nossos serviços. Lamentamos profundamente essa postura de negligência, porque se trata de uma instituição de renome e que merece respeito. Porém, contratos existem para serem respeitados. Ninguém trabalha de graça”, finaliza. 

Sobre o INPAO Dental 

O INPAO Dental (Instituto de Previdência e Assistência Odontológica), empresa especialista em odontologia, é uma das maiores operadoras de capital fechado do país. A companhia garante atendimento de qualidade em sua rede credenciada altamente especializada e está presente em todo território nacional com mais de 17 mil opções de atendimento. 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »