27/08/2012 às 09h46min - Atualizada em 27/08/2012 às 09h46min

Haddad defende Bilhete Único mensal e diz que manterá campanha “propositiva”

Candidato critica adversários por campanha “rebaixada” e afirma que Bilhete Único mensal é “direito do trabalhador”

Analítica Comunicação - foto: Paulo Pinto

O candidato do PT à Prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad, defendeu neste sábado (25) sua proposta de criar o Bilhete Único mensal e afirmou que manterá uma campanha “propositiva”.

O Bilhete Único mensal já existe nos países desenvolvidos e é conhecido por muitos brasileiros que já tiveram a oportunidade de viajar”, explicou o candidato. ”Não é uma novidade no mundo, e nós queremos trazê-lo para cá. É um direito do trabalhador e, sobretudo, do estudante”, afirmou.

A presidenta Dilma já havia me alertado, antes de eu deixar o ministério, que a campanha do José Serra teria esse tom, um tom rebaixado, na minha opinião, ao invés de buscar soluções para a cidade”, completou.

Neste sábado, o candidato almoçou com líderes comunitários e religiosos na Paróquia Nossa Senhora de Aparecida, no Jardim Miriam, zona sul de São Paulo. “São líderes comunitários que têm uma liderança importante”, disse. “Desde janeiro estamos fazendo reuniões com aqueles que ajudam a cidade de alguma maneira”, afirmou.

Sucessor de Haddad no Ministério da Educação, Aloizio Mercadante compareceu ao evento, onde defendeu o Prouni. “Quando você dá oportunidade para o filho do trabalhador, ele agarra e vai em frente”, disse o ministro. Também estiverem presentes Nádia Campeão (PCdoB), vice de Haddad, e o senador Eduardo Suplicy (PT), dentre outros.


Caminhada

Após o almoço, Haddad fez uma caminhada pela Avenida Cupecê, também no Jardim Miriam. Acompanhado por militantes e apoiadores, o candidato cumprimentou eleitores, comeu um churro oferecido por um comerciante e entrou em uma roda de capoeira enquanto assistia a uma apresentação com capoeiristas da região.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »