31/07/2015 às 12h36min - Atualizada em 31/07/2015 às 12h36min

Algumas regiões do corpo ficam escondidas e acabam esquecidas no inverno

Cotovelos, joelhos, pescoço e pés ficam ressecados durante a estação fria do ano, por isso necessitam de cuidados especiais

Facto Jornalismo Empresarial
Internet

É comum no inverno algumas regiões do corpo ficarem mais sensíveis e ressecarem, como os cotovelos, joelhos, pescoço e pés. E alguns fatores contribuem para esse quadro: ar seco, frio, banho quente, atrito e desidratação.

Os cotovelos e os joelhos são as partes do corpo que mais sofrem nesta época, pois são enrugados e com muitas dobras, possuem menos glândulas sebáceas e estão constantemente sujeitos ao atrito das roupas e a fricção. Por isso, ficam ásperos, acinzentados e feios.

Os pés, em especial os calcanhares, apesar de estarem protegidos por meias no inverno, ficam ressecados, grossos e endurecidos, devido ao impacto com o chão. Para quem usa salto, trabalha muito tempo em pé ou está acima do peso, e não tem o hábito de hidratar os calcanhares pode ganhar rachaduras e até feridas que chegam a sangrar.

Daí a importância da esfoliação para esses casos, que segundo Luciana Bortoluzzi, fisioterapeuta da Tonederm, é feita com cosmético de preferência de cada um e para hidratar, pode-se ionizar com cosmético hidratante, que além de favorecer a penetração de substâncias nutritivas, também estimula a pele melhorando a atividade celular.

Nesse momento, a Estética ajuda muito, pois para se obter um efeito melhor entra em cena um eletroestimulador com corrente galvânica contínua e pulsada. São utilizados dois eletrodos, positivo e negativo, havendo necessidade de ambos estarem em contato com o cliente, fechando o circuito. “A pele é preparada para a introdução de substâncias por iontoforese. O importante é utilizar um equipamento com ação antibactericida e anti-inflamatória”, diz Mariângela Bizeli.

A especialista explica que dependendo do caso também utiliza o Versatile AF7 e AF9, eletroestimuladores transcutâneos e a fotobiomodulação com os LEDs (Luzes de Diodo) azul e âmbar ideais para tratar essas regiões do corpo, que normalmente são esquecidas.

Luciana Bortoluzzi explica que a irradiação da cor azul tem ação bactericida, oxigenante e cicatrizante. Já a âmbar tem propriedades drenantes e desintoxicantes, melhorando a circulação sanguínea.

Outra região do corpo que pouca gente lembra de cuidar é o pescoço, sendo que a pele dessa área é mais fina e frágil que a das mãos e merece os mesmos cuidados que o rosto. Caso contrário, fica à mercê dos raios solares e da ação da própria musculatura, que puxa o pescoço para baixo, promovendo a flacidez e as linhas finas. A Radiofrequência, os LEDs e cosméticos são eficazes para o tratamento.

 “A recuperação da elasticidade do tecido ocorre através da reestruturação das fibras de colágeno e elastina, elementos estruturais essenciais da pele, para tanto existem tecnologias específicas para rosto e  pescoço como o Spectra Face, que apresenta resultados na primeira aplicação”, relata a fisioterapeuta.

Uma dica importante é que a hidratação deve ser feita diariamente em casa com cosméticos, assim os cotovelos, joelhos, pés e pescoço  ganham mais beleza e saúde também no inverno.

Tonederm

Endereço: Rua Angelo Michelin, 510

Bairro Universitário - Caxias do Sul -RS

Tel.: |+55| |54| 3209 5600

Email: tonederm@tonederm.com.br

www.tonederm.com.br

 

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »