05/08/2022 às 10h13min - Atualizada em 05/08/2022 às 20h33min

Mitos e verdades sobre o uso de biológicos em lavouras

Com uso recomendado pelos setores público e privado, os bioinsumos são opções de controle biológico sustentável para as lavouras

SALA DA NOTÍCIA CDI Comunicação - Assessoria de Imprensa
A indústria de bioinsumos vem se destacando no agronegócio brasileiro, uma vez que é crescente a demanda nas lavouras por soluções sustentáveis a fim de tornar os sistemas de produção agropecuários brasileiros mais eficientes do ponto de vista econômico e ambiental. Pesquisa recente divulgada pela Spark Inteligência Estratégica aponta que o mercado de bioinsumos movimentou R$ 1,7 bilhão na safra 2020/2021, o que representa um expressivo aumento de 37% em relação ao volume comercializado no ciclo anterior.

De acordo com Dra. Paula Cerezini, responsável pelo laboratório de microbiológicos da Rizobacter, empresa líder em microbiologia agrícola e com forte atuação no mercado de tecnologia de aplicação, “atualmente, os produtos biológicos são realidade no campo e rendem bilhões de reais em economia, pois atuam, principalmente, na nutrição vegetal, promoção do crescimento de plantas, controle biológico e mitigação de estresses bióticos e abióticos. Além disso, são produtos sustentáveis, cuja produção industrial causa menos impactos ambientais e seu uso na lavoura raramente pode causar contaminação ao meio ambiente”.

Insumos biológicos são produtos desenvolvidos a partir de extratos (de plantas ou de microrganismos), microrganismos, macroorganismos (invertebrados), substâncias químicas (proveniente de enzimas, metabólitos secundários e feromônios), com a finalidade de atender às demandas do setor produtivo. No entanto, existe no setor agrícola muitas dúvidas sobre a utilização e funções dos insumos biológicos. Conheça aqui quatro mitos e verdades sobre o uso de bioinsumos:
  1. Posso usar qualquer produto biológico em conjunto com produtos químicos: MITO
É importante checar a compatibilidade dos ativos biológicos com os químicos ou demais biológicos a serem utilizados em conjunto. A combinação errada pode alterar a eficácia de ambos os produtos e, em alguns casos, até mesmo causar um efeito negativo. Dessa forma, é importante conferir as recomendações do fabricante para assegurar os resultados prometidos nas lavouras.
  1. Biológicos ajudam no controle de pragas e doenças: VERDADE
Existe uma grande variedade de produtos biológicos no mercado, cada um com ativos específicos, podendo classificá-los como produtos biológicos de controle (produtos fitossanitários), os inoculantes e os biofertilizantes. Os produtos biológicos de controle são uma ferramenta utilizados no controle de pragas e doenças, e atuam diretamente e/ou indiretamente sobre o alvo, contribuindo para uma produção de alimentos segura e sustentável.
  1. O uso de biológicos pode causar desequilíbrio ambiental: MITO
Insumos biológicos produzidos industrialmente e fiscalizados pelo MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), quando utilizados de acordo com as recomendações do fabricante não tem potencial para causar desequilíbrio ambiental. Sendo assim, são uma excelente alternativa para reduzir o uso dos insumos sintéticos, garantindo maior sustentabilidade e economia.
  1. Os bioinsumos fornecem nutrientes com mais rapidez para as plantas: VERDADE
Alguns produtos biológicos têm como mecanismo de ação atuar na decomposição da matéria orgânica e produzir enzimas que ajudam na disponibilização dos nutrientes para as plantas. Além disso, a utilização destes bioinsumos na lavoura pode potencializar o enraizamento das plantas, contribuindo para que a água e os nutrientes sejam absorvidos de forma mais eficiente pelas plantas, o que favorece o desenvolvimento das culturas.

Sobre a Rizobacter
A Rizobacter está presente no Brasil desde 1998 com forte atuação no mercado de microbiologia agrícola e tecnologia de aplicação. A empresa integra o grupo Bioceres Crop Solutions - provedor global de soluções para a agricultura, listado na NASDAQ. Utilizando tecnologia de ponta e atuando em mais de 40 países, a Rizobacter conta com as linhas de Inoculantes, Adjuvantes e Óleos Premium, Controle Biológico, Fertilizantes Especiais e Tratamento de Semente. A companhia, líder em microbiologia agrícola, atende produtores em todo o Brasil, promovendo um sistema de produção cada vez mais eficiente e sustentável, liderando programas de pesquisa e desenvolvimento em biológicos para criar produtos que respondam às necessidades atuais e futuras da produção agrícola.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »