22/08/2012 às 00h30min - Atualizada em 22/08/2012 às 00h30min

Soninha elogia trabalho dos auditores fiscais e reconhece baixos salários

A candidata da Coligação “Um Sinal Verde para São Paulo”, Soninha Francine, apresentou na tarde desta quarta-feira (22/8) o seu plano de governo em evento realizado na sede do Sindicato dos Auditores Fiscais Tributários do Município de São Paulo – Sindaf/SP

Assessoria de Imprensa da Coligação "Um Sinal Verde para São Paulo" - PPS/PMN

Contando com a presença de mais de 70 auditores do tesouro municipal, Soninha conheceu detalhes do trabalho dos agentes públicos do fisco através de uma apresentação feita pelo presidente da entidade, Cássio Vieira Pereira dos Santos, que mostrou a eficácia do trabalho dos adutores do município.

“A cidade de São Paulo teve um crescimento de receita muito superior à inflação e o crescimento do PIB - sem aumento de impostos ou criação de novas taxas, mas com um trabalho inteligente de combate à sonegação e incentivo à quitação de dívidas - e os auditores fiscais do município, com um trabalho de altíssima qualidade, deram uma contribuição fundamental para que isso acontecesse. Ainda assim, seus vencimentos equivalem à metade do que recebem os auditores no Rio de Janeiro, por exemplo, o que não é justo! É preciso corrigir”, disse Soninha.

Na sequência, a candidata apresentou o seu plano de governo abordando os principais eixos de sua campanha nas áreas de mobilidade urbana, habitação, saúde, segurança, educação e meio ambiente. No final, Soninha foi muito aplaudida.

 

Entraves para deficientes visuais

Mais cedo, a ex-vereadora visitou a sede do Centro de Inclusão Através da Tecnologia Assistiva (CIATA), ONG que oferece espaço inclusivo e gratuito para treinamento de pessoas com deficiência visual.

Lá, além de conhecer diversos acessórios e aparelhos que auxiliam a vida dos deficientes visuais, Soninha soube da dificuldade e dos obstáculos que as empresas e instituições que trabalham para essa parte da sociedade enfrentam junto a órgãos estatais.

“Uma parte dos materiais e equipamentos para cegos vem de fora do Brasil, como o medidor de glicemia falante, adquirido por várias prefeituras, e enfrenta entraves burocráticos inacreditáveis junto à Anvisa atrasando seu fornecimento. Vou fazer uma romaria, se precisar, junto aos órgãos federais, não para solicitar vantagens, mas para remover barreiras”.

O Ciata oferece serviços de Telecentro - acesso à internet e impressão em braile, por exemplo - mediante agendamento. Conheça mais em http://www.tiflotecnia.com/.

 

Debate na zona leste

Pela manhã, em companhia do candidato do PPS à Câmara Municipal, Denílson Perozzo, Soninha palestrou para 50 alunos de ensino médio do Colégio Leopoldo Brentano no CTC da Vila Ema, zona leste da cidade


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »