15/07/2015 às 14h01min - Atualizada em 15/07/2015 às 14h01min

Léo Matte: o perfil de funkeiro que a mídia procura.

O cantor afirma com serenidade que não pensa em gravar Funks mais

FB Imprensa

Atualmente, O chamado "Funk proibidão" vem enfrentado forte resistência da grande mídia. Muitas das grandes rádios do país estão criando barreiras para trabalhar com esse seguimento, enquanto emissoras de televisão, pedem que os Mc's adaptem versões mais leves às suas músicas, apesar do grande apelo que determinados cantores possuem na periferia. Com isso, o Funk Melody torna a ser a grande alternativa e o trunfo do estilo musical, para permanecer em alta na mídia.

Na mesma levada de artistas como: Claudinho e Buchecha, Mc Léozinho e  Naldo. O cantor Léo Matte, dá prioridade à alegria e o respeito dentro do funk, mas sem perder o ritmo dançante.

O cantor que atualmente esteve em São Paulo participando de vários programas de rádio e plenejando novos projetos, afirmou com muita sinceridade, que respeita os adeptos ao funk mais pesado, mas que não pensa seguir por esse caminho. " Eu sempre procuro fazer música pensando como o fã enxergará meu trabalho, tenho amigos que fazem um "pancadão nervoso", mas não faz meu estilo. Eu gosto de fazer música para todos os tipos de público e faixa etária, me sinto realizado quando percebo que consegui cativar uma criança ou um senhor de idade", afirma o cantor.

O Funk Melody sempre representou o lado mais equilibrado e alegre do rítmo, suas letras mais românticas servem para contrapor a realidade das favelas, cantada em outros estilos do gênero. Desde a primeira geração do funk com DJ Marlboro, houve essa dualidade entre romantismo e curtição à realidade e crime. Léo Matte conhece de perto o sofrimento e os problemas da periferia, mas prefere exaltar o lado bom e alegre dessas pessoas, " A realidade da rapaziada nas favelas do Rio é triste, vejo como obrigação, levar um pouco de alegria ao dia dessas pessoas, tentar levantar o astral desse pessoal que tanto trabalha e sofre com descaso do governo".

Sobre Léo Matte

Seu nome verdadeiro é José Francisco, mas ficou nacionalmente conhecido por usar o nome do ex atleta e deputado (Romário) como nome de trabalho. Hoje, como Léo Matte, o artista da Energia Positiva Entretenimento deixa claro que sua mudança de nome foi bem vinda e lhe deu mais notoriedade no ramo.

O cantor gravou o hit "Debochada", que caiu nas mãos do amigo e produtor DJ Marlboro e foi parar na trilha sonora de malhação. Em poucos dias, bombou nas redes sociais. O vídeo em suas versões, ultrapassa a soma de 3 milhões e novecentos mil views, um número expressivo que manteve o "Hit" por semanas entre as mais pedidas nas rádios do Rio de Janeiro. Léo Matte chegou a participar do programa Caldeirão do Huck (que reuniu os melhores e mais tocados artistas do ano), entre outros programas de TV nacionais e regionais.

Mas nem tudo foi fácil para Léo Matte, (ex MC Romario / Roma), o cantor já foi enganado duas vezes por empresários. "Viver de música ou arte no nosso pais ainda é muito difícil. Mesmo assim eu vou seguindo em frente. Quero ultrapassar todas as barreiras até alcançar e ascensão e fidelização do meu trabalho no cenário nacional."

"Ser enaganado no meio artístico por empresários mal carater é comum, infelizmente, aproveitam o momento da fama, catam a grana e somem. A justiça dos homens pode falhar, a justiça de Deus esta com certeza chegará", desabafa Léo Matte ao lembrar das experiências negativas. Situações como esta fizeram o cantor a batalhar e continuar no sonho de cantar e levar alegria aos palcos de todo o Brasil.

O inicio e o sucesso 

O funkeiro começou a cantar ao 16 anos, formou duas duplas e teve uma banda pop .Trabalhou em uma churrascaria, mas percebeu que gostaria de tentar novamente a carreira artística, entrando em um projeto solo. Graças ao sucesso de "Debochada", Léo Matte conta que conheceu a atriz Juliana Paiva, intérprete da personagem Fatinha em "Malhação", e conta, orgulhoso, sobre o dia que foi reconhecido pela atriz: "Foi muito bacana o nosso encontro no Projac, fiquei surpreso e feliz, porque, assim que ela soube que eu estava lá, veio até mim cantando a música e falando que já sabia tudo sobre o meu trabalho, disse também que meu hit tinha tudo a ver com a personagem", lembra o cantor.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »