14/07/2015 às 16h33min - Atualizada em 14/07/2015 às 16h33min

Grand Plaza Shopping vai surpreender público do ABC com a exposição “Gigantes da Era do Gelo”

Inédito e gratuito no Grande ABC, evento vai de 7 de julho a 15 de agosto, com mostra de réplicas em tamanho real de animais que viveram na Terra há milhares de anos

FBCOM JP
Divulgação

Tradicional espaço de grandes atrações para as famílias, o Grand Plaza Shopping vai realizar uma exposição para surpreender muita gente durante as férias de julho e início de agosto.

Inédito na região do Grande ABC, o evento “Gigantes da Era do Gelo” mostrará ao público 11 réplicas de animais pré-históricos e extintos há milhares de anos.

Distribuída em três pontos do shopping – na entrada principal e nas duas praças de eventos - , a exposição estará aberta gratuitamente de 7 de julho a 15 de agosto, todos os dias, das 10 às 22 horas.

Será a oportunidade de o público ver como eram os animais gigantes que habitavam a Terra antes do período glacial, em que o planeta foi tomado por enormes mantos de gelo continentais e polares.

 

Por dentro da exposição

O ponto de partida da exposição é logo na entrada principal do shopping, na cúpula 1, com acesso pela Avenida Industrial. Ali, o visitante é recebido por uma réplica do Ursus Oso Cavenario, animal que media mais de 3m de altura. A espécie surgiu há cerca de 250 mil anos, tendo como habitat as florestas mistas da Europa.

Mais à frente, na praça de eventos próxima às lojas Fast Shop e Renner, estão mais seis réplicas: Castor Gigante, Coelodonte, Mamute, Rinoceronte, Megaloceros e o Smilodon.

O Castor Gigante representa o maior dos roedores já existentes, com tamanho semelhante a um urso adulto. Viveu na América do Norte há 50 mil anos. Herbívoro, usava os dentes para roer vegetações duras como cascas de árvores.

Espécie de rinoceronte, o Coelodonte tem altura de 4,5m e viveu na Europa e Ásia, mesma procedência de outra atração, o Mamute, que ainda habitou a América do Norte. Sua réplica tem 8,5m de altura e reproduz características típicas, como as grandes presas de marfim encurvadas, que podiam atingir até 5m de comprimento.

Completam o acervo o Rinoceronte, de pele espessa e chifres sobre o nariz; o Megaloceros, espécie de Alce Gigante, com 4,5m de altura; e o famoso e temido Smilodon, ou Tigre Dente-de-Sabre, habitante das Américas e exímio caçador de grandes mamíferos.

Na segunda praça de eventos, próxima ao Boulevard Gastronômico, estão quatros outras atrações não menos impressionantes: Megaterio, Glyptodonte, Bos Primigenius e Dinordis.

Com mais de 8m de altura, a réplica do Megaterio reflete bem o gigantismo dos animais da época. Espécie de bicho-preguiça, o Megaterio viveu há aproximadamente 20 mil anos nas regiões da América do Sul e do Norte. Com dimensões de um elefante de porte médio, passava o dia todo comendo folhas de árvores e arbustos.

Ao lado estará o Glyptodonte, mamífero nativo das Américas. Media cerca de 3m de comprimento e pesava em torno de 1,4 tonelada. Sua forma e tamanho se assemelhavam a um fusquinha. Pouco ágil, defendia-se por meio de carapaça rígida. Durante milênios, várias dessas carapaças espalharam-se por planícies do Rio Grande do Sul e da Argentina.

Com 5m de altura e 2,5m de largura, a réplica do Bos Primigenius vai mostrar um animal originário de partes da Europa, Ásia e Oriente. 

Considerada a espécie de ave mais alta da história, o Dinornis completa o acervo da primeira praça de eventos. A réplica reproduz um animal com mais de 3,5m de altura. Viveu há cerca de 2 milhões de anos, na Nova Zelândia.

Além de apreciar a beleza desses animais por meio de réplicas fieis às características de cada espécie, o visitante terá o apoio didático de painéis ilustrativos que detalham o histórico de cada exemplar. Os espaços integram um cenário temático, cujo objetivo é transportar o público a um dos períodos mais intrigantes da história.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »