22/08/2012 às 01h29min - Atualizada em 22/08/2012 às 01h29min

Soninha fala em aproximar “casa e lazer”, no extremo leste

A região do Jardim Pantanal, extremo leste da cidade, palco de alagamentos e tragédias da nossa desordenada ocupação, mostra que aquele país rico e sem miséria que o governo federal jacta a quatro cantos na verdade não existe.

Assessoria de Imprensa da Coligação "Um Sinal Verde para São Paulo" - PPS/PMN

E na manhã deste domingo (19/8), a candidata da Coligação “Um Sinal Verde para São Paulo”, Soninha Francine, acompanhada do vereador Professor Claudio Fonseca (PPS), percorreu algumas ruas de um dos lugares mais pobres da cidade. Lá, a miséria humana se mistura com o descaso das autoridades de todas as instâncias. E um povo clama por ajuda.

 

“O Jardim Pantanal, assim como outros cantos da cidade, é um exemplo daquilo que São Paulo jamais deveria ter permitido: ocupação desordenada e moradias precárias distantes de qualquer serviço público. É dever do poder público oferecer moradias dignas para pessoas de baixa renda perto da região central da cidade, onde existe oferta de transporte e equipamentos públicos”, disse Soninha.

 

Próxima de um poluído rio que corta a região, a candidata afirmou a moradores que a Prefeitura pode perfeitamente fazer naquela imensa região degradada um “belíssimo parque”. “Ainda mais aqui na zona leste, que já se ressente de pouca área verde”.

 

Além de todas as carências vividas pelo povo do Jardim Pantanal, Soninha constatou que os jovens da região não conhecem a cidade e são impossibilitados de desfrutar de opções de lazer, cultura e esporte.

 

“A Prefeitura, que já freta ônibus durante a semana para que as crianças da rede pública possam ir com os professores a equipamentos culturais, deve também fretar veículos para as atividades de lazer das crianças com as suas famílias. Pais e filhos conhecendo parques, museus e centros culturais da cidade. A cidade deve romper também a distância entre casa e lazer”.

 

Aproximar casa e lazer

Após a passagem pelo Pantanal, Soninha prestigiou a feijoada beneficente da Acenipa - Associação Cultural e Esportiva Nikkey de Itaim Paulista. Acompanhada do candidato a vereador pela Coligação PPS/PMN, Adinelson Mota, a ex-vereadora recebeu abraços, posou para fotografias e discursou por cerca de 20 minutos.

 

Lá, recebeu o apoio do presidente Hiroshi Kanno, que pediu para que a comunidade local ajude “Soninha a chegar ao segundo turno”.

 

Em seguida, a candidata participou da feijoada na Pastoral da Família da Paróquia Nossa Senhora Aparecida de Nhocuné com o candidato Felipe Guerra. A entidade oferece alfabetização para jovens e adultos, uma das bandeiras de Soninha.

 

“Eleita, vou reunir todas as organizações sociais, de diferentes áreas de atuação, e, em parceria com a Prefeitura, oferecer alfabetização para jovens e adultos. É inadmissível que um jovem conclua o ensino médio sem saber ler e escrever”.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »