30/06/2022 às 12h13min - Atualizada em 30/06/2022 às 19h26min

Um logotipo é só um logotipo? Como o símbolo influência na identidade visual de marcas

Igor Amieiro, fundador da agência Aquarium, especialista em construção e gerenciamento de marcas, revela o efeito e a importância da modernização e reformulação do “logo” para o sucesso de organizações

SALA DA NOTÍCIA Isabella Sala de Andrade
Igor Amieiro - Créditos: Divulgação
 

Quem nunca se deparou com um artigo explicando o significado dos logotipos mais famosos do mundo, que atire a primeira pedra. A curiosidade em entender o que está por trás dos símbolos de grandes nomes do mercado é tamanha, que as marcas exibem, orgulhosamente, a evolução de seus “logos” e ainda aproveitam o sucesso para estampar roupas, acessórios e adesivos com o ícone. Porém, a importância de um logotipo vai muito além de uma ilustração na camiseta ou no cartão de visita, ele carrega a história e a identidade da organização, bem como transmite a mensagem que a empresa deseja apresentar ao mercado.

O logotipo compreende a representação visual de um conceito e é composto por um conjunto de fatores que incluem imagens, cores, textos e formas, cuidadosamente desenvolvidos e criados, visando comunicar a identidade de uma empresa. “Ele é a primeira impressão que o público vai ter da sua marca. Sendo assim, é possível entender a responsabilidade e a importância de sua formulação ou reformulação”, revela Igor Amieiro, fundador da agência Aquarium (AQR1), especializada em construção e gerenciamento de marcas. “Se você não der a devida relevância ao logotipo da sua empresa, provavelmente, os clientes farão o mesmo com ela”, complementa o empresário.

Em um mercado que está em constante mudança, é essencial que a organização se mantenha atualizada, visando acompanhar as tendências, bem como se manter na disputa com a concorrência. Credibilidade, força, presença, posicionamento e destaque são alguns dos diferenciais competitivos que a elaboração de um logotipo pode trazer para a marca. “Se você tem um produto muito bom no mercado, mas o seu logotipo não condiz com ele, certamente você perderá bons negócios ou credibilidade. E, nesse caso, o inverso não é recíproco. Se você tem uma boa marca, estruturada e com um logo que transmita uma mensagem de credibilidade, força e empatia, muito provavelmente, tais atributos agregam mais valor ao seu produto ou serviço, direta ou indiretamente”, explica o CEO da agência, referência no mercado de propaganda e marketing.

O poder que o reconhecimento de um logo proporciona é indispensável para uma comunicação clara e assertiva. No entanto, é essencial conhecer a fundo os objetivos e princípios da organização, a fim de criar uma identidade forte, consolidada e que seja condizente com a qualidade do produto ou serviço oferecido. “Criar um logotipo exige muitas etapas, conhecimento e precisão. Qualquer vacilo, pode acarretar uma mensagem errada, o que pode ser fatal para sua marca”, principia o CEO. Com o objetivo de esclarecer a importância de se ter um logotipo capaz de transmitir o valor e a missão da empresa Igor explica, a seguir, o cuidadoso processo de reformulação de logotipo que realiza com seus clientes na AQR1. Confira:

 
1. Elaboração de briefing

Segundo Amieiro, a elaboração de um briefing rigoroso é essencial para (re)criar a identidade visual de uma marca ou empresa. “Com o briefing, é possível aprofundar dados sobre a instituição em questão, o mercado, concorrentes, objetivos, desejos, metas etc. Faço questão de dar uma atenção especial a esse processo, já que é preciso fazer as perguntas certas, para poder ler nas entrelinhas e captar todos os detalhes”, esclarece o empresário. “Aqui na Aquarium, quando um cliente nos procura para criar ou recriar um logotipo ou qualquer outro tipo de serviço, sempre peço para ouvir a sua história por completo. Gosto de saber como nasceu a empresa, o nome, o porquê de tudo que a cerca. Se a empresa ainda estiver em tubos de ensaio ou enfrentando problemas, procuro aprofundar ainda mais as perguntas, para compreender a motivação da criação ou da mudança da identidade”, expõe Igor.

 
2. Ovulação Criativa

Após a elaboração do briefing, as informações levantadas são debatidas pela equipe, para, então, dar início ao segundo estágio do processo criativo. Essa segunda etapa, chamada “ovulação criativa”, consiste na busca por referências entre cores, fontes, ícones e disposição. “Aqui, tudo é livre até fecharmos um conceito, ou seja, a mensagem mais importante da marca. Tudo está conectado e interligado a um denominador comum”, discorre o CEO da Aquarium.

 
3. Escolha da mensagem principal a ser transmitida

Segundo Igor, para um logotipo bem-feito e apropriado, é preciso ter uma certa hierarquia na hora de passar a mensagem que a marca deseja transmitir. Dessa maneira, é fundamental que as informações sejam verdadeiras e concretas, a fim de não atribuir uma comunicação ambígua à identidade visual da organização. “É preciso definir qual será a mensagem principal do logotipo. Tal feito impacta na fonte, cor, forma e disposição dele. Por exemplo, se você quer trazer seriedade a uma marca, pode ser que a utilização de palavras em caixa alta (letras maiúsculas) seja mais assertiva, assim como utilizar uma cor um pouco mais sóbria”, exemplifica Amieiro.

Reconstrução de identidade

Normalmente, grandes mudanças de identidade de marcas já consolidadas vêm atreladas a questões complexas e que exigem um reposicionamento mais profundo, seja em um contexto positivo, como o crescimento da empresa, onde se faz necessária uma nova personalidade para divulgar e comunicar o seu progresso, ou negativo, onde o novo logotipo pode representar, por exemplo, a reestruturação de sua imagem perante o mercado, a fim de transmitir mais credibilidade e confiança. Partindo do pressuposto de que nada é eterno, a remodelação de identidade visual é essencial para que a empresa se mantenha atualizada em um mercado altamente competitivo e globalizado. “O erro que muitas marcas cometem é não acompanhar a evolução do seu público e do mercado. Toda empresa precisa estar em constante progresso, para seguir sendo atraente e competitiva”, revela o fundador da AQR1.

Segundo Amieiro, o efeito que uma mudança de identidade visual pode promover depende do objetivo de cada empresa e do cenário em que está inserida. “Se for apenas uma atualização simples, o impacto é mostrar ao público-alvo que a marca está em constante evolução juntamente com ele e com o mercado”, explica. “Mesmo que essa mudança seja praticamente imperceptível, como, por exemplo, mudar uma fonte serifada para algo mais moderno e clean. Fontes com serifas, geralmente, trazem um tom mais tradicional para uma marca, enquanto fontes mais modernas, aquelas mais arredondadas ou até mais finas, podem agregar modernidade e dinamismo”, finaliza o empresário.

 

Sobre a Aquarium

Com o conceito “Quebrar o vidro do seu aquário”, a Aquarium (AQR1), agência de marketing dirigida pelo publicitário Igor Amieiro, é referência em reposicionamento de marcas e possui um grupo seleto de profissionais renomados, que se dedicam de maneira exclusiva, conforme a necessidade de cada cliente. Entre os clientes atendidos pela AQR1, estão:  A Ventana Bar, Inovaria, IdeaNutri, Rotavi Industrial, Lepta Capital, Excellance Gestão de Turnaround e Reestruturação, Italspeed Automotive, Isolucks Tintas Eletroestáticas em Pó, PTC Therapeutics, Colégio Augusto Laranja, entre outros.


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »