30/06/2015 às 13h55min - Atualizada em 30/06/2015 às 13h55min

Fluke Networks anuncia fim da produção da ferramenta de certificação de cobre e fibra mais utilizada no mundo

O sucesso da plataforma Versiv da companhia acelerou a migração dos usuários, que relataram significativa redução de custos, facilidade de uso e melhoria de produtividade em relação a outros equipamentos

Patrícia Barbosa
DTX

Após 11 anos de serviço e mais de um bilhão de ligações certificadas em 92 países, a Fluke Networks, líder mundial no fornecimento de soluções de teste de rede e monitoramento, está encerrando a produção do analisador de cabeamento DTX-1800, a ferramenta de certificação de cabos de cobre e fibra mais utilizada no mundo. Após o sucesso de apresentação do sistema de certificação de cabos Versiv e do analisador de cabeamento DSX-5000 em 2013, a maioria dos clientes da companhia iniciou a migração do DTX para o modelo mais poderoso e com melhor custo, o DSX, que tem superado o DTX na proporção de sete para um. A Fluke Networks irá parar de receber pedidos para o DTX a partir do dia 30 de junho de 2015, mas continuará a fornecer peças, serviços e suporte de calibração por pelo menos mais três anos.

Desde o seu lançamento, o DSX da família Versiv já alcançou grande aceitação e aclamação junto aos os clientes, que citam a economia de tempo e bom custo benefício como as principais razões para a troca. “Com o Versiv nós gastamos mais tempo no projeto e menos tempo configurando e resolvendo problemas”, disse Dave Lawes, RCDD e Gerente Regional de Vendas da System Tech. “Nós temos visto uma diminuição significativa de perdas ou incorreções nos relatórios de teste devido ao download das configurações e IDs dos cabos para diversos projetos antes mesmo de ir para o canteiro de obras. Tudo isso se traduz em uma conclusão mais rápida do trabalho, maiores lucros e clientes mais felizes”.

Durante seu ciclo de vida, o DTX foi responsável por muitas inovações na indústria: o primeiro testador em campo a oferecer testes Alien Crosstalk, o primeiro teste qualificado em laboratório para testes de link permanente Cat 6A e o primeiro testador de fibra a ser totalmente compatível com o Encircled Flux.

Os clientes que fizerem a atualização para o DSX ganham acesso ao LinkWare Live, um serviço de gerenciamento de projetos de certificação de cabeamento baseado em nuvem. O LinkWare Live agiliza o fluxo de trabalho e fornece o status do projeto de certificação de cabeamento em qualquer dispositivo móvel inteligente. Com o LinkWare Live, os gerentes de projeto ganham mais visibilidade e controle no local de trabalho, garantindo que seus projetos de instalação de cabeamento sejam finalizados no prazo, aumentando a satisfação do cliente e evitando a inadimplência.

“Nosso método anterior de certificação de cabos era lento e demandava muita coordenação manual com clientes e locais de trabalho”, disse Dustan Buckley, vice-presidente da Extreme Packets. “O LinkWare Live nos permite ignorar muitas dessas etapas”.

O DSX oferece múltiplos benefícios para as empresas, incluindo:

Configuração rápida – O DSX utiliza o sistema de gestão ProjX da plataforma Versiv para realizar uma fácil configuração. Isso inclui a capacidade de configurar testadores remotamente e gerenciar os resultados dos testes por meio do serviço baseado em nuvem do LinkWare Live.

Testes rápidos – Enquanto o conjunto do DTX estabeleceu recordes com sua velocidade de testes, o DSX é duas vezes mais rápido para o Cat 6A e quatro vezes mais rápido para o teste de perda de fibra.

Menos retornos de chamada – Um trabalho lucrativo depende se ele foi feito corretamente na primeira vez. O DSX elimina erros por meio de uma configuração simples e um sistema de monitoramento e rastreamento que ajuda os técnicos em todo o processo de teste.

Relatório mais rápido – O DSX utiliza o mesmo software LinkWare que o DTX, eliminando a curva de aprendizagem. Isso associado ao serviço baseado em nuvem do LinkWare Live significa resultados instantâneos, relatório em tempo real e armazenamento ilimitado.

Futuro Pronto – Como um membro do sistema de certificação de cabeamento Versiv, o DSX já apoia medidas futuras assim como o TLC e o desequilíbrio de resistência, e pode certificar cabos de Ethernet coaxial, padrão ou industrial, em ambas as direções. O design modular do DSX significa que os clientes podem adicionar novos recursos sem comprarem um novo testador.

Para os clientes que ainda utilizam o DTX, a Fluke Networks está correndo com promoções de trade-in em vários mercados para ajudá-los a fazerem a migração para o DSX. Os clientes devem entrar em contato com seus distribuidores locais para mais informações.

Para obter mais informações sobre a retirada do DTX e uma comparação com o DSX, visite: www.flukenetworks.com/dtx-retirement


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »