22/06/2022 às 15h05min - Atualizada em 23/06/2022 às 00h02min

Application delivery garante a melhor experiência do cliente

Desempenho da rede e disponibilidade dependem da identificação rápida de problemas comuns de entrega das aplicações e balanceamento

SALA DA NOTÍCIA Brenda Sena
No universo híbrido em que vivemos, a velocidade da entrega das aplicações e a carga exigidas só podem ser cumpridas se um conjunto de práticas, ações e soluções for empregado para oferecer aos clientes e usuários finais a melhor experiência possível. Afinal, os resultados de uma empresa não podem ser prejudicados pela interrupção dos serviços da área de TI. Se a aplicação de um marketplace parar de funcionar no momento da escolha de um produto, ou um meio de pagamento abortar o processo durante a operação, por exemplo, o cliente pode desistir da compra.

De acordo com Fábio Soto, CEO da Agility, “soluções tecnológicas que garantem a performance e a disponibilidade das aplicações que sustentam os negócios são fundamentais para o sucesso das empresas”. “Quando unimos tecnologia de ponta a especialistas com capacidade de desenhar a melhor arquitetura e implantar sistemas com segurança integrada, gestão de tráfego e serviços de performance de aplicação, para atender a data centers privados ou nuvem, temos uma aplicação com alta performance e disponibilidade, e como consequência o sucesso do negócio.” Soto refere-se ao conceito do application delivery, serviço cada vez mais necessário na nossa realidade digitalizada, com altas cargas de trabalho distribuídas em ambientes híbridos. “As organizações que entregam seus recursos a um público heterogêneo e com acesso em qualquer lugar do mundo necessitam prestar seus serviços com confiabilidade e segurança”, completa Soto.

Segurança

Importante lembrar que o processo do application delivery deve ter como princípio estratégico a segurança cibernética. As corporações de várias verticais de mercado como, por exemplo, os setores financeiro e de varejo, têm suas aplicações disponíveis a uma infinidade de dispositivos dos usuários. As operações dessas empresas dependem de servidores de missão crítica com grande volume diário de transações.

Os sistemas de segurança e privacidade de dados, portanto, despertam a atenção dos gestores para os planos de segurança cibernética, que precisam ter como base as estruturas mais críticas aos negócios -- Next Generation Firewall, Web Application Firewall e proteção de redes DNS e DHCP. Os resultados favoráveis são visíveis quando se combina instalação e suporte de soluções como essas aos serviços gerenciados.

Se o modelo de negócio é o híbrido ou totalmente na nuvem, é fundamental eliminar vulnerabilidades comuns nas operações de automação, devsecops (desenvolvimento de aplicações de ponta a ponta) e migração. Caso contrário, a entrega contínua de valor não é assegurada, e é essa entrega que coloca um concorrente à frente do outro no universo digital.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »