11/06/2015 às 14h42min - Atualizada em 11/06/2015 às 14h42min

A importância da inspeção e da qualidade nas obras

Grande parte das construtoras diz ter uma área de qualidade, mas na verdade é só proforma!

Medialink

*Por Alexandre Siqueira

 

Tenho visitado muitas construtoras e conversado com as áreas de qualidade e afins para saber como estas estão atuando, de que forma agregam valor a companhia, mas o que percebo na maiorias das vezes é que a própria área de qualidade não atua proativamente para eliminar defeitos ou erros, identificando a causa do problema. A grande maioria comenta que preenchem os formulários de inspeção e verificação para manterem o processo de qualidade, mas isso realmente é efetivo para trazer e garantir a Qualidade na obra? Pensando em benchmark, na Indústria a busca da qualidade é pelo “Zero Defeito”, ou seja, atuar de forma a resolver o problema em sua origem para nunca mais acontecer.

 

Na Construção civil, o que se chama de qualidade é muitas vezes preencher formulários para estar conforme ao programa específico como ISO ou PBQP-h. Uma coisa é ter um programa de qualidade do tipo ISO-9000 ou PBQP-h, mas isso não garante a Qualidade da obra, mas sim um processo. Em minha opinião, inspecionar qualidade é identificar, capturar defeitos, categorizá-los e entender suas causas para conseguir corrigi-los e evitá-los em futuras etapas, assim como capturar oportunidades de melhoria de projeto, processos, operações, eliminando novos defeitos, necessidades de retrabalhos, gastos com mais material para consertar, horas dos trabalhadores e todos os outros custos associados a isso.

 

Quem faz qualidade é a Obra, e quem inspeciona é a Qualidade, de forma independente, de forma que não se crie um conflito de interesse, evite-se reprimir aquele que aponta um erro de construção.

 

Por que então manter uma área de Qualidade? Para estar conforme? Qualidade é coisa para inglês ver? Não, a importância da boa atuação da área da qualidade é essencial para a saúde financeira da obra pois reflete em custos e imagem da empresa, e especificamente para o segmento da construção civil, a qualidade esta deve ser veloz a ponto de atuar na própria obra evitando problemas nas fases seguintes, e também em futuras obras similares. Preencher formulários não irá ajudar as construtoras a serem mais produtivas, e esta visão deveria mudar o quanto antes, ainda mais em momentos onde o mercado está retraído e toda economia possível conta para o resultado financeiro da empresa.

 

*Alexandre Siqueira é Diretor Comercial e de Marketing da Astrein, empresa especializada em soluções para gestão de ativos, facilities e centrais de cadastros.

 

Sobre a Astrein

 

Com sede em São Paulo e mais de 25 anos de experiência, a Astrein atua no desenvolvimento de software, treinamento e serviços nas áreas de centrais de cadastro, gestão de manutenção e facilities, e inspeção de obras.

 

A empresa possui o software especialista Astrein, desenvolvido para atender empresas que atuam em ambientes descentralizados, com muitos usuários demandando serviços de várias especialidades, envolvendo equipes internas ou terceirizadas e muitos fornecedores. O software Astrein se aplica a empresas dos mais diversos segmentos, proporcionando maior agilidade, eficiência e dinamismo nas ações dos departamentos de suprimentos, facilities e manutenção, reduz o tempo de atendimento, permite a realização de análises técnicas e gerenciais e, principalmente, a redução de despesas.

 

A Astrein atende empresas de grande e médio porte e conta com mais de 400 clientes.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »