17/08/2012 às 00h20min - Atualizada em 17/08/2012 às 00h20min

Soninha apresenta propostas para um “centro vivo” e separa material reciclável em Pirituba

A candidata à prefeitura Soninha Francine apresentou na manhã desta quinta-feira (16/8) detalhes do Programa de Governo da Coligação “Um Sinal Verde para São Paulo” em evento realizado na sede da Associação “Viva o Centro”, localizada na Rua da Quitanda, centro da cidade.

Assessoria de Imprensa da Coligação

Em pouco mais de uma hora e meia, Soninha disse que o Centro já é vivo, “mas não o tempo todo”.

“O Centro tem uma ocupação muito desigual; durante o dia, um grande movimento das pessoas que trabalham pela região, mas à noite é um lugar muito deserto, inóspito, que passa a ter uma vida mais degradada, com pessoas que estão perdendo a condição humana e que têm na rua o seu espaço, sua morada, como os usuários de crack que mal sabem onde estão”, diz.

Para melhorar a vida na região, Soninha sugere que os espaços ociosos sejam ocupados por moradias populares para pessoas que recebem até seis salários mínimos. “Também é preciso fazer com que o comércio seja mais forte e as ruas mais iluminadas, limpas. É preciso permitir que os pedestres circulem mais, com calçadas adequadas, e que o sistema de ônibus funcione de modo organizado”.

A candidata do PPS afirmou que o poder público já tem bons exemplos de atividades públicas que estão valorizando a região central, como a Virada Cultural. “E existem outras atividades culturais, esportivas, de comércio e de serviços que podem melhorar a vida no Centro, que é lindo e eu particularmente adoro”.

 

Reciclagem

Mais tarde, Soninha Francine visitou a Cooperativa Crescer de Reciclagem em Pirituba, zona noroeste, e criada em 2006 para atender a demanda por coleta seletiva em Pirituba e região.

Segundo ela, que já foi subprefeita da Lapa, a Prefeitura deve remunerar os cooperados pelo trabalho realizado e aumentar o apoio logístico. “A Prefeitura deve ampliar o serviço de coleta concedendo terrenos públicos maiores, mais equipamentos e infra-estrutura”.

A ex-vereadora aproveitou a oportunidade para conversar com os funcionários e ainda teve tempo de colocar a mão na massa e ajudar os cooperados na separação dos materiais.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »