08/06/2015 às 18h00min - Atualizada em 08/06/2015 às 18h00min

Grupo Flytour apoia-se em plataforma analítica e mobile para suportar expansão

O projeto de BI está em constante evolução apresentando resultados positivos capazes de estimular a criação de novas aplicações 320 usuários de cinco divisões de negócios utilizam a solução analítica da MicroStrategy Com a maior rede de agências do país, o grupo automatizou os relatórios mensais enviados aos mais de 900 clientes corporativos, com informações sobre suas contas de viagens A plataforma analítica viabilizou também a adoção de um novo programa de meritocracia, no canal Business Travel, criando relatórios que permitem que cada consultor acompanhe semanalmente o desempenho de suas respectivas produtividades

EPR Comunicação Corporativa

Há 40 anos no mercado, o Grupo Flytour detém uma das maiores redes de agências de viagens do Brasil, fruto de sua atuação destacada no gerenciamento de viagens de negócios e de lazer. Com sete canais de vendas (Flytour American Express, Flytour Travel Solution, Flytour Franchising, Flytour Viagens, Flytour Eventos, Flytour Tecnologia e Flytour Próprias), figura entre as quatro maiores do setor de turismo no Brasil e lidera o ranking de emissão de bilhetes aéreos na América Latina. Em um cenário de crescimento ano a ano, conta hoje com mais de 220 unidades de negócios e 2.600 colaboradores em todo o Brasil. Neste contexto de franca expansão e de aumento da base de clientes, o Grupo Flytour sentiu a necessidade de automatizar os seus relatórios gerenciais e de prestação de contas aos clientes corporativos e, ainda, consolidar as informações provenientes de suas cinco divisões de negócios (Franchising, Business, Travel, Eventos e Tecnologia). Para viabilizar o amplo projeto, contou com o apoio da solução analítica da MicroStrategy e da plataforma MicroStrategy Mobile.

 

O projeto de business intelligence (BI) dentro do Grupo Flytour está em constante evolução, já que a adoção maciça por parte dos executivos e os resultados positivos estimulam continuamente a criação de novas aplicações para a ferramenta. Ao todo são cerca de 320 usuários, incluindo presidência, conselho administrativo, diretoria, gerentes de unidades e as franquias, de todas as divisões. Deste total, 50 usuários, que compõem principalmente o alto escalão da empresa, fazem uso da ferramenta mobile. Estão em andamento atualmente cinco diferentes projetos, sendo eles, respectivamente, para as áreas de vendas, financeira, recursos humanos, @work (relação com o parceiro internacional da empresa) e Flytour Viagens, que por sua diferenciação de ser um negócio B2B, é considerada um operação apartada das demais.

 

De acordo com Nilson Teles da Silva, do departamento financeiro do Grupo Flytour, no caso da divisão Business, é obrigação contratual reportar mensalmente, para os cerca de 900 clientes ativos corporativos, todas as informações relacionadas às suas contas de viagens. Antes do BI, quando todos os relatórios eram consolidados sistematicamente, o prazo de entrega era sempre até o dia 20 de cada mês. Com a adoção da plataforma, foi possível agilizar em 70% o fornecimento destas informações para os clientes, que recebem os informativos de forma automática, via a solução narrowcast da MicroStrategy, impreterivelmente até o dia 10 de cada mês.

 

“Os clientes querem saber como estamos gerenciando sua conta. O BI nos permite mostrar exatamente quanto e como reduzimos os gastos com as despesas de viagens de cada um deles. É possível obter um grande nível de detalhamento das melhores tarifas encontradas, comprovar que reservamos os melhores hotéis e, ainda, por exemplo, mostrar com quanto tempo de antecedência a passagem foi solicitada”, explica.

 

Outro ganho importante trazido pela ferramenta, que também é utilizada pelas franquias, é o fato de garantir que os relatórios gerenciais enviados estejam completos e disponham de todas as informações demandadas pelos clientes, atendendo inclusive aos padrões exigidos para o atendimento em contas globais. Todo dia primeiro de cada mês um relatório prévio é enviado aos consultores, informando quais campos necessitam ser preenchidos, o que não seria viável sem o BI. “Se fossemos manter o mesmo nível e quantidade de relatórios manualmente, teríamos um departamento extremamente inchado. Desta forma, conseguimos ser mais ágeis e precisos, menos suscetíveis a erros e ainda otimizar os nossos recursos”, complementa Teles.

 

Mais produtividade e assertividade na distribuição dos resultados

 

A plataforma analítica viabilizou ainda a implementação de um novo programa de participação de resultados baseado em meritocracia. Até então, a Flytour tinha uma política, na qual os lucros eram divididos igualitariamente entre todos os colaboradores, independente da sua produtividade ou nível de absenteísmo, por exemplo. Desta forma, visando redimensionar os lucros e até evitar prejuízos com colaboradores que pudessem estar ociosos, a presidência da empresa decidiu implementar, inicialmente na área operacional (consultores de vendas), um sistema no qual os colaboradores são bonificados por meritocracia. A equipe da Flytour estabeleceu uma meta, levando em consideração tanto o perfil dos clientes atendidos por cada consultor, como a quantidade mínima de processos/vendas necessárias para que se tornassem realmente lucrativos para a empresa. 

 

Dentro deste contexto, com o apoio do BI, foram criados relatórios para informar, semanalmente, cada um dos 800 consultores a respeito de sua produtividade. Também enviados automaticamente via narrowcast, este recurso permite que cada consultor e seus líderes acompanhem individualmente a sua posição em relação à meta, a serem alcançadas no semestre, entre outras visões de sua produtividade. No primeiro semestre de aplicação deste modelo observou-se um aumento na produtividade em torno de 13%, o que possibilitou o remanejamento de colaboradores e ainda a redução de quadro. Isto refletiu em uma economia média em torno de 6% no custo do processo.

 

Ainda segundo Teles, além das aplicações de vendas e recursos humanos, a área de Relatórios utiliza o BI para enviar as informações para seu parceiro global consolidar dados juntos aos outros parceiros mundiais. Os relatórios são carregados uma vez por mês em um portal de relacionamento com o grande nível de detalhamento proporcionado pela solução analítica. Já a diretoria financeira, que faz uso do BI de diversas maneiras, dispõe também de um painel que demonstra os resultados financeiros (DRE) de todos os canais do Conselho de Administração. Além disso, também dispõe de um painel que mostra as emissões via portal de vendas, com atualização de sete em sete minutos, ou seja, praticamente em tempo real.

 

“A flexibilidade da ferramenta MicroStrategy para gerar Dashboards, análise e relatórios, cria novas oportunidades de adoção dentro da companhia. Para 2015, a ideia é aprimorar a qualidade do backoffice, ou seja, dos dados utilizados para alimentar o BI e com isso melhorar a percepção e os benefícios que os usuários, clientes e a empresa podem obter”, finaliza.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »