27/05/2022 às 13h11min - Atualizada em 27/05/2022 às 18h14min

Gastronomia no inverno na Serra Gaúcha tem nome: Di Paolo

Com a proximidade do inverno, o trade turístico da Serra Gaúcha está otimista com o movimento que as cidades devem ganhar nesta época.

SALA DA NOTÍCIA Priscilla Kopke
Gastronomia no inverno da Serra Gaúcha tem nome: Di Paolo
 
Com a proximidade do inverno, o trade turístico da Serra Gaúcha está otimista com o movimento que as cidades devem ganhar nesta época. Hotéis, restaurantes e comércios em geral estão de olho no aumento dos turistas e se preparam para recebê-los com hospitalidade, qualidade de serviços, boa comida e várias atrações de lazer e diversão. As baixas temperaturas e a oportunidade de ver neve fazem da Serra Gaúcha o destino número um para a viagem de inverno e as cidades para visitar lá são muitas.
 
A variedade de roteiros na região é ampla conhecer o Parque Estadual do Caracol, o Alpen Park e o Snouwland, o único parque de neve indoor do Brasil, passeios de bondinhos aéreos e de Maria Fumaça, visitas a fábricas de chocolates e a vinícolas com direito a degustação de vinhos e espumantes, além de um leque diversidade de festivais e festas durante o inverno.
 
Mas, gastronomia é um roteiro à parte. E as opções são diversificadas com cardápios para todos os paladares. Os clientes encontram ambientes confortáveis e aconchegantes, comida de qualidade e preços variados. Das cidades da Serra Gaúcha, quatro delas têm um diferencial quando o assunto é boa e tradicional refeição. Garibaldi, Caxias do Sul, Bento Gonçalves e Gramado contam com restaurantes da galeteria Di Paolo, referência nacional na culinária típica italiana.
 
 
Os restaurantes têm como carro-chefe do  cardápio o galeto al primo. A iguaria é assada na brasa de carvão, que a deixa crocante por fora e suculenta por dentro, acumulando prêmios e reconhecimentos nacionais. Multipremiado por sua qualidade na cozinha, no Galeto Di Paolo, o cliente vive uma experiência sem igual, que harmoniza com seus melhores momentos.
 
Servido à vontade para os clientes, o galeto tem seu modo de preparo inspirado nas nonas que fazem os alimentos com muito amor e carinho para a família: Permanece marinando por 12 horas em uma  mistura de azeite, sálvia, manjerona, salsa, cebola, alho, sal, orégano, pimenta e cerveja e, antes  de ser assado em brasa,  recebe um banho de vinho branco.
 
Além dos pratos da sequência de galeto al primo canto, Di Paolo traz para o cliente grelhados (linguiça suína, entrecot, filé mignon, picanha, carne suína, cordeiro e filé de peixe), massas (spaghetti, tortéi, nhoque, nero bianco e tagliarini), molhos (tradicional, tomate seco, funghi, nocciole, quatro queijos, alho e óleo, al pesto e bolognese), polenta na chapa, polenta frita, queijo grelhado, salada de batata com maionese, radicci com bacon, salada siciliana, tomate especial e sobremesas da casa (pudim de leite condensado, sagu com creme e ambrosia).
 
Em Bento Gonçalves, por exemplo, o restaurante oferece um mix de produtos da Serra Gaúcha. O Empório traz mais para perto dos clientes produtos artesanais como chimarrão, temperos e geleias, cosméticos naturais, utensílios para decoração e para a  cozinha, além de diversas opções de vinhos e a linha completa de alimentos Di Paolo para vivenciar a experiência do conforto de um lar. No empório são servidas, com exclusividade, pizzas artesanais no estilo canotto, uma técnica especial em que o tempo de maturação resulta em uma massa de borda crocante e aerada, com enormes e deliciosas bolhas de queijo.
 
De acordo com Paulo Geremia, fundador do Di Paolo, a casa tem a missão de despertar sensações, lembranças e afetos por meio dos sabores. “Acreditamos que todos merecem viver uma experiência gastronômica que acolhe e conforta, como aquela que vivemos em nossas famílias de imigrantes italianos. Uma vivência em que tudo é feito com carinho, desde o cuidado no preparo e processo até o atendimento perfeito”.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »