27/05/2022 às 17h06min - Atualizada em 27/05/2022 às 18h00min

Superação foi a sensação máxima dos participantes da 4ª edição da Rota das Catedrais

1,2 mil ciclistas comemoram a vitória de pedalarem 120 km entre subidas e decidas, morros e planícies, no trajeto urbano e rural de Londrina e Maringá

SALA DA NOTÍCIA CRCOM
O percurso desafiante que liga as catedrais de Londrina à Maringá, com 90km de estradas rurais e 30 km urbanos, foram superados por 1,2 mil ciclistas que vieram de várias partes do país para participarem da 4ª edição da Rota das Catedrais, realizada no dia 21 de maio. Entre morros, vales, trilhas e subidas de tirar o fôlego, os participantes interagiram com fazendas históricas e vilarejos, além das oito igrejinhas construídas nos tempos da colonização do norte do Paraná que compuseram o cenário de contemplação.

Organizada pela P14 Sports, a Rota ofereceu suporte aos ciclistas em todo o percurso com carros de apoio e postos específicos para atendimento mecânico. O primeiro a cumprir todo o trajeto foi João Pedro Nascimento Peres, de Londrina/PR, que fez a prova em 4 horas, 28 minutos e 01 segundo. O segundo colocado foi Leonardo Rafael de Almeida, de Apucarana/PR, com 4 horas, 30 minutos e 37 segundos, e o terceiro Valdemar Amancio de Melo, de Maringá/PR, com o tempo de 4 horas, 32 minutos e 13 segundos. “Me preparei bastante e consegui vencer os desafios das muitas subidas. É só treinar que conseguimos nos superar”, afirmou João Pedro.

No feminino, a primeira ciclista a romper a linha de chegada foi Adriana Honorato Digiorgio, de Maringá, que fez o percurso em 6 horas, 07 minutos e 31 segundos, seguida por Maria Eduarda de Oliveira dos Santos, de Apucarana, com o tempo de 6 horas, 17 minutos e 12 segundos. “Foi superação total. O evento foi muito bem-organizado e no ano que vem estaremos aqui novamente. É uma prova linda e emocionante”, destacou Adriana.

Chegada mais que festejada

Na chegada à Maringá todos os participantes tiveram acesso à arena do atleta com massagem, fisioterapia, equipe de enfermagem e espaço gastronômico. Como premiação, os ciclistas receberam a medalha personalizada da Rota das Catedrais Experience 2022. “Foi realmente uma superação, treinamos muito, o evento foi muito bem-organizado. Ano que vem estaremos aqui novamente”, afirmou Talita Pereira Nunes, de Sarandi/PR.

Edivania da Silva Siqueira, também de Sarandi, destacou a experiencia incrível do percurso. “Foi maravilhosa, só superação. Esta foi a primeira vez que estive aqui e só tenho a certeza de que voltarei novamente”, salientou. Mario Jorge Brito dos Santos, de Londrina, reforçou o desafio que fez pela terceira vez. “Organização foi impecável, com tudo muito bem-sinalizado e uma equipe maravilhosa”, disse.

O estreante Leo de Oliveira, também de Londrina, fez a Rota pela primeira vez depois de três anos no ciclismo. “O trajeto é duríssimo, com serras, mas valeu a pena porque o ciclismo é um esporte maravilhoso”, enfatizou. João Andrade, de Maringá, também se lembrou das subidas do trajeto. “Venho me preparando e já decidi que vou voltar. É só treinar que dá para fazer”, opinou.

A quinta edição da Rota das Catedrais já tem data marcada e vai acontecer no dia 20 de maio de 2023. “Já realizamos quatro eventos, mas cada prova é diferente e a cada ano também nos superamos para entregar experiências cada vez melhores e inesquecíveis a todos que aceitam participar deste empolgante desafio que é a Rota das Catedrais”, afirmaram Luciana e Peterson Oliveira, organizadores.


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »