04/05/2012 às 00h54min - Atualizada em 04/05/2012 às 00h54min

No caminho certo

FecomercioSP aprova mudanças no rendimento poupança anunciadas pelo governo. Entidade já defendia alterações no investimento desde março

Assessoria de Imprensa FecomercioSP
Depois de baixar os juros básicos da economia e pressionar os bancos a derrubarem as taxas do crédito ao consumidor, corretamente, o governo decidiu mexer na regra de rendimento da caderneta de poupança. Novamente de forma acertada.
 
A FecomercioSP já alertava, em março, para a necessidade de mudanças na remuneração da poupança, quando lançou a cartilha "O Cálculo da Poupança Precisa Mudar Pra o Bem do Brasil". A fórmula tradicional, de TR + 0,5% ao mês, se mostra uma forte restrição à redução da taxa básica de juros, a Selic, para patamares inferiores a 9%.
 
Toda vez que a Selic ronda a faixa de um dígito o assunto vem à tona. Mas desta vez extrapolou as reuniões de gabinete e derrubou o tabu de que em poupança não se mexe. A solução encontrada pelo governo para o impasse prevê que quando a taxa básica da economia estiver no patamar de 8,5% ou abaixo dele, a poupança será remunerada por TR + 70% da Selic.
 
Dessa forma,corretamente, o governo vincula a poupança a uma taxa mais próxima àquela formada pelos mercados e adequada a cada situação. " A um só tempo o governo resolve o problema do piso da taxa de juros criado pela fórmula antiga, sem mudar as regras para aplicadores antigos. As medidas vão ao encontro dos estudos da FecomercioSP e abrem espaço para que o País caminhe para ter taxas de juros mais condizentes com a realidade internacional", diz Abram Szajman.
 
A adoção de nova metodologia para depósitos em Caderneta de Poupança é ao mesmo tempo justa com quem já tem recursos depositados e eficiente no sentido de garantir que não haja migração de recursos de outras aplicações para a poupança, se e quando os juros caírem mais, conforme a entidade espera.
 
O governo está no caminho certo. Colocou a ciranda da economia para rodar. Consumidor comprando, empresas produzindo e governo arrecadando. Mas há ainda muito a fazer. A batalha pela redução dos juros ao consumidor só está começando.
 
Sobre a FecomercioSP
A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) é a principal entidade sindical paulista dos setores de comércio e serviços. Responsável por administrar, no Estado, o Serviço Social do Comércio (Sesc) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), representa um segmento da economia que mobiliza mais de 1,8 milhão de atividades empresariais de todos os portes e congrega 153 sindicatos patronais que respondem por 11% do PIB paulista - cerca de 4% do PIB brasileiro - gerando em torno de cinco milhões de empregos.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »