02/06/2015 às 15h28min - Atualizada em 02/06/2015 às 15h29min

Haddad altera Lei para podas e remoção de árvores na cidade

Ex Libris Comunicação Integrada

No início deste ano, São Paulo sofreu com a queda de milhares de árvores em vários pontos da cidade, causando danos à rede elétrica e também estragos e prejuízos materiais à população, além de ter provocado a morte de pessoas, principalmente em dias de fortes chuvas e ventanias. Para evitar que o problema se repita no próximo verão, o prefeito Fernando Haddad (PT) decretou algumas alterações na legislação municipal referentes à autorização de podas ou remoção de árvores, na última semana.

De acordo com o texto publicado no Diário Oficial, no caso de programação anual de podas, a Secretaria Municipal de Coordenação das Subprefeituras, mediante a formalização de convênio com as empresas concessionárias de serviços públicos, poderá expedir autorização anual. E essas empresas deverão comunicar previamente à Subprefeitura  competente a realização do serviço, apresentando laudo do engenheiro ou do biólogo responsável pelo acompanhamento a cargo da empresa.

“O trabalho para evitar a queda de árvores deve ser preventivo. É preciso se antecipar às causas dos eventos que podem provocar problemas como os registrados no início deste ano, e cuidar delas enquanto são saudáveis. Isso deve ser feito por quem realmente entende, por profissionais capacitados. Por isso é acertada a menção aos biólogos”, diz Eliézer José Marques, presidente do CRBio-01 – Conselho Regional de Biologia – 1ª Região (São Paulo, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul).

Dados do Centro de Controle Operacional Integrado, órgão do município paulista, mostram que mais de 1.700 árvores caíram na cidade entre dezembro de 2014 e fevereiro 2015. Durante todo o ano de 2014, foram 2252 quedas e, em 2013, 1861.  


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »