19/05/2022 às 09h40min - Atualizada em 19/05/2022 às 15h59min

Brasileiros fazem carreira internacional graças à ascensão do trabalho remoto

Empresas estrangeiras contratam brasileiros com salários em dólares. Especialista em recrutamento na Talento RH, Danusa Almeida explica como fisgar as oportunidades.

SALA DA NOTÍCIA Redação
Imprensa
Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal

Já pensou ganhar salário em dólar morando no Brasil, neste cenário de alta absurda dos preços? Este é o objetivo de um número cada vez maior de brasileiros e, graças à ascensão do home office na pandemia, está se tornando realidade para muitos. 

Segundo a executiva de rerutamento & seleção Danusa Almeida, que desde o início da pandemia vem conectando profissionais com empresas fora do País, a regra básica para quem quer concorrer a oportunidades de trabalho remoto no exterior é ter inglês fluente e isso não é tão óbvio quanto parece. 

“Esta regra é importante, porque pede um nível avançado do idioma, primeiro porque o candidato precisa passar na entrevista e, depois, porque vai participar de videochamadas no exercício da função. Não adianta dizer que tem inglês fluente se, de fato, não consegue se comunicar em inglês.”, afirma Danusa, da Talento RH, que tem sede em São José dos Campos/SP. 

Em paralelo, é importante ter uma versão em inglês do perfil no LinkedIn, a rede social para negócios, informando disponibilidade de trabalho remoto com outros países e postagens atuais. 

“Entre as competências mais exigidas dos profissionais que trabalham em home office está a capacidade de autogestão. O profissional tem que ser disciplinado e muito responsável com suas entregas”, ressalta Danusa Almeida.  

Neste ano, sete profissionais conseguiram trabalho remoto no exterior pela Talento RH. Danusa revela que as empresas EduTravel e a SuperSkilled, com sede na Austrália, devem abrir 20 vagas na área de vendas e consultoria de intercambio ainda em 2022, com salários na faixa de mil a três mil dólares australianos, para Brasil e Colômbia. 

Para quem tem cargos executivos e está olhando para os EUA, as oportunidades são ainda mais atrativas. De acordo com o Departamento de Estatística do Trabalho dos EUA, o salário de um profissional de ensino superior no país é de 6,5 mil dólares/mês. Mesmo sendo contratado por um valor abaixo disso, o câmbio da moeda garante salários altíssimos para quem está vivendo no Brasil.  

“Muitos profissionais se adaptaram bem ao home office e as empresas também tiveram provas de que este novo formato além de ser produtivo, gera resultados significativos e redução de custo para as empresas”, acrescenta Danusa. 

As vagas de trabalho remoto oferecidas por empresas estrangeiras podem tirar profissionais de empresas com sede no Brasil, ainda mais se elas não aceitarem o trabalho remoto ou não tiverem flexibilidade para horários pois cada vez mais os profissionais estão buscando por este tipo de comodidade. 

“Para não perder funcionários, as empresas brasileiras precisam além de oferecer condições de trabalho que envolvam o equilíbrio entre vida pessoal e profissional, um pacote de benefícios atrativo, além do salário, como plano médico, odontológico, seguro de vida, vale refeição, vale alimentação, etc”, sugere a especialista da Talento RH. 


Sobre a Talento RH 

A Talento RH foi criada por Danusa Almeida, profissional com mais de 20 anos de experiência em recursos humanos no mundo corporativo. Desde 2020, a empresa presta serviços de recrutamento, hunting e seleção, auxiliando na contratação de profissionais altamente capacitados e alinhados à cultura das empresas além de oferecer programas de desenvolvimento de pessoal. Com sede em São José dos Campos, a Talento Assessoria em RH atende a empresas em todo o Brasil, Austrália e Colômbia.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »