13/05/2022 às 13h28min - Atualizada em 13/05/2022 às 15h12min

 Ecoserra confirmada no Trilhas para São Paulo

instituto Auá

SALA DA NOTÍCIA José Maria Filho
JM Press
Divulgação
                          
A cooperativa de Santa Catarina é mais uma a integrar o Trilhas para São Paulo, projeto criado para facilitar a comercialização de produtos oriundos dos seis biomas brasileiros no mercado paulista.
  
Feijão Preto orgânico 1kg e pinhão cozido, moído e congelado da Ecosserra
São Paulo, maio de 2022 – A Ecoserra - Cooperativa Ecológica dos Agricultores, Artesãos e Consumidores da Região Serrana -, de Santa Catarina, tem presença confirmada no Trilhas para São Paulo, criado para facilitar a comercialização de produtos oriundos de quatro biomas brasileiros – Amazônia, Caatinga, Cerrado e Mata Atlântica - para o Estado de São Paulo, com enfoque na região Metropolitana. O projeto é resultado da parceria entre o Instituto Auá de Empreendedorismo Socioambiental e o Instituto Conexsus – Conexões Sustentáveis -, que oferecem uma série de vantagens para aproximar os fabricantes de produtos agroecológicos, feitos de forma artesanal, do mercado paulista.
Os produtos da Ecoserra que estarão no projeto são: feijão orgânico, banana, maçã, as frutas atenderemos sob demanda. “Também traremos o pinhão in natura e pinhão cozido, moído e congelado, produto bioma e extrativismo sustentável da nossa Araucaria”, destaca Marciano Correia, administrador da cooperativa.
   Maçã e banana orgânica e pinhão a granel da Ecosserra

“Para nós essa parceria é uma oportunidade única, é uma forma de ampliar nossas vendas fortalecendo a agricultura familiar”, celebra Marciano Correia. Para ele, as metas da cooperativa no projeto são a curto prazo aumentar a cartela de clientes e, a longo prazo, aumentar e fidelizar a lista de clientes trazendo desenvolvimento e geração de renda para os associados.

Ecoserra
Fundada em 1999, por um grupo de produtores agroecológicos, atua no estado de Santa Catarina desenvolvendo o associativismo, fortalecendo a agricultura familiar e a produção orgânica. Atualmente está presente em 15 municípios catarinenses, envolvendo 326 famílias.

O passo a passo para o Trilhas para São Paulo
O Instituto AUÁ por meio do Armazém Biomas, (sede do Auá), situado em Osasco, região estratégica para a logística é responsável pelo armazenamento, comercialização e distribuição dos produtos da Copirecê e dos outros Negócios Comunitários integrantes do Trilhas para São Paulo, tanto para o canal varejo como para o canal B2B.
Para Gabriel Menezes, presidente do Instituto Auá, “o Trilhas para São Paulo é uma excelente oportunidade de expansão do trabalho que o Instituto já realiza com os produtores artesanais do Bioma Mata Atlântica, alcançando agora os demais biomas brasileiros, a abertura de novos canais de vendas para os produtos da sociobiodiversidade brasileira, fortalecendo as organizações integrantes da Iniciativa proporcionando aos consumidores o acesso a alimentos saudáveis, sustentáveis e de origem”.
Uma das primeiras ações foi a realização de uma conversa de alinhamento das expectativas com cada um dos negócios comunitários com a solicitação de um levantamento da disponibilidade. A ideia era entender a capacidade de produção e quais produtos poderiam ser comercializados no mercado paulista. “Precisávamos conhecer os negócios comunitários selecionados, a capacidade produtiva e de infraestrutura de cada um e o funcionamento da logística de cada um deles para São Paulo, visando o atendimento dos pedidos agenciados e de distribuição via Instituto Auá”, comenta Maurício Santos, Coordenador de Gestão do Instituto Auá.

Pedro Frizo, Líder de Assessoria a Negócios Comunitários da Conexsus, destaca: “Temos grandes expectativas quanto aos futuros resultados e aprendizados do Trilhas para São Paulo, uma vez que entendemos que a iniciativa vai muito além da comercialização em si. Esperamos que ela contribua para a formação de uma rede de parceria comercial entre negócios comunitários e estabelecimentos comerciais e industriais em São Paulo, promovendo a diversificação de mercados para cooperativas e associações e reduzindo os custos de acesso destes negócios à maior metrópole brasileira. Por outro lado, esperamos que essa iniciativa contribua também para ampliar o acesso a alimentos saudáveis no município, de produção sustentável e que tenham impacto positivo sobre a conservação dos biomas. Vale ressaltar que acreditamos que ações como essa podem ser escalonadas e aplicadas em outros contextos urbanos como solução possível para uma melhor conexão de empreendedores e empreendimentos do campo e da floresta com a cidade".

Instituto Auá
É uma ONG, criada em 1º de maio de 1997, como um movimento para reconhecer a reserva da biosfera do cinturão verde de São Paulo. Inicialmente com o nome de Associação Holística de Participação Comunitária Ecológica (AHPCE).
Em 2014, passou a se chamar Instituto AUÁ de Empreendedorismo Socioambiental, mantendo o compromisso da mobilização comunitária para o desenvolvimento sustentável, em especial com a conservação da Mata Atlântica pela agroecologia.

O Instituto AUÁ, que em Tupi significa Gente, é reconhecido por suas ações por diferentes organizações internacionais, como UNESCO, Banco Mundial, Slow Food e WWF - World Wild Foundation.  

Instagram| Facebook:

Mais informações sobre o Trilhas para São Paulo
acesse:

 
Mais informações para imprensa, entrevista e imagens podem ser obtidas pelos canais abaixo:

 JM - Assessoria de Imprensa & Comunicação
José Maria Filho: Jornalista MTb 19.852
E-mail:
Ce. e WhatsApp: (11) 998041112

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »