27/05/2015 às 10h44min - Atualizada em 27/05/2015 às 10h44min

Petrilli: TI é absolutamente estratégica para crescimento das empresas

Capital Informação

A edição de maio do Mesas TI contou com a palestra “Antes da TI, a estratégia”,  do vice-presidente da IT Mídia, Miguel Petrilli. O tema foi apresentado para uma plateia formada por empresários e gestores do setor aos quais o executivo defendeu que é através da Tecnologia da Informação que as empresas aumentarão sua produtividade e conseguirão passar pela crise econômica brasileira.

Um estudo realizado pela IT Mídia aponta o que está por trás da compra de TI por parte dos CIOs das 500 maiores empresa brasileiras, que faturam acima de R$ 1 bilhão por ano. A pesquisa mostra que a maior parte das corporações, de vários setores do mercado, inclusiveo Governo, destinam até R$ 100 milhões de seu orçamento para TI e 17,5% chegam a ultrapassar este valor.

Para o presidente do SEPRORGS, Edgar Serrano, em um momento como o atual, o grande desafio do setor é mostrar que a TI não é um custo, mas um investimento que pode trazer rápido retorno em competitividade. “Para um gestor ou fornecedor de TI é importante entender como a tecnologia é fundamental para garantir mais produtividade, que é a saída para este cenário de transformação econômica que passamos” salientou Serrano.

Petrilli reforça: para ele, a TI é absolutamente estratégica para o crescimento das empresas.

“Eu não vejo momento mais propício do que este, de crise, para mostrar que é através da tecnologia que conseguiremos virar este jogo”, afirmou o palestrante, ressaltando que as companhias pequenas, médias ou grandes precisam investir e inovar para se manter competitivas. “E com inovação, não me refiro somente àquela ideia revolucionária. Podemos inovar de muitas formas, como em processos, por exemplo, que é fundamental para o aumento da produtividade. Fazer melhor, em menos tempo, com menor custo”, concluiu.

Ainda segundo o estudo da IT Mídia, as áreas a que as empresas têm focado seus investimentos de TIC são tendências que já vêm revolucionando, inclusas na chamada CAMSS (Cloud, Analytics, Mobility, Social & Security).

“Estas áreas são vistas como prioridade. A Cloud Computing vem sendo a preferida das corporações, integrada ao Big Data, que por si acarreta o Analytics. Já a mobilidade é uma realidade da qual não se pode fugir e, é claro, segurança para tudo isso vem na carona. Tudo isso são formas de a TIC aumentar a produtividade”, finalizou o palestrante.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »