25/05/2015 às 19h06min - Atualizada em 25/05/2015 às 19h06min

Dia Mundial do Brincar é celebrado com oficinas e brincadeiras nos Centros Sociais Maristas

Programação especial busca chamar a atenção da sociedade sobre a importância do brincar no desenvolvimento infantil

Cíntia Gomes

O ato de brincar é uma das principais formas de expressão e aprendizado das crianças, que passam a construir significados e a interpretar sua existência no mundo, além de um direito garantido pela Declaração Universal dos Direitos da Criança, a Convenção de Direitos da Criança da ONU e o Estatuto da Criança e do Adolescente - Lei nº 8069/90.

 

Para chamar a atenção da sociedade sobre o direito do brincar na infância, foi instituído pela Unesco-ONU na Conferência Internacional de Brinquedotecas em 1999, o dia 28 de maio como o Dia Mundial do Brincar.  E para celebrar essa data, durante a Semana Mundial do Brincar, as unidades da Rede Marista de Solidariedade, realiza em Brasília, Paraná, Mato Grosso do Sul, Santa Catarina e São Paulo, diversas atividades que visam o resgate do direito da criança ao brincar.

 

De acordo com Vanderlúcia da Silva, coordenadora de parcerias e projetos da Rede Marista de Solidariedade, do Grupo Marista, as crianças brincam o tempo todo e para isso precisam de um espaço seguro, tempo e imaginação. “É fundamental que os adultos garantam esse direito e reflitam que a contemporaneidade exige uma reorganização de tempo, espaço e hábitos para a garantia do brincar. A rotina é atribulada, mas cabe a nós - pais, educadores, família, cidadãos - ficar atentos às experiências e valores que contribuirão para a formação de nossas crianças”, ressalta.

 

Além das atividades desenvolvidas nos centros sociais, a Rede Marista mantém o Programa pelo Direito ao Brincar, em parceria com o UNICEF, Pastoral da Criança, Instituto Brasil Leitor, IPA Brasil - Associação Brasileira pelo Direito de Brincar e Instituto Alana, com o objetivo de contribuir com a mobilização da sociedade e do poder público para a importância da garantia desse direito. O Programa congrega a experiência, conhecimento e atividades de diversas  organizações e instituições que promovem e defendam a causa.

 

A Rede Marista de Solidariedade disponibiliza também vídeos da série Brinquedos e Brincadeiras, com a participação de crianças construindo carrinho de rolimã, vai e vem, bilboquê e explicando como é uma roda historiada, com o objetivo de estimular a reflexão sobre a diversidade cultural de brinquedos e brincadeira. “Todos os brinquedos e brincadeiras dos vídeos foram desenvolvidos por meio de uma proposta pedagógica desenvolvida pelo Centro Educacional Marista Curitiba onde as próprias crianças escolheram os brinquedos e brincadeiras que foram apresentados”, conta Vanderlúcia.

Para saber mais, assista aos vídeos e confira as 10 iniciativas para promover o Direito ao Brincar no site www.brincar.org.br. E confira também em seu press kit, um material com manual para montar um chapéu de papel, um CD que traz material sobre o Direito ao brincar com vídeos de 30 segundos e de 1 minuto, um E-book com as 10 iniciativas e imagens do programa. 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »