18/05/2015 às 15h55min - Atualizada em 18/05/2015 às 15h55min

Como escolher panela boa

Michele Lima

Para o cozimento dos alimentos é importante escolher boas panelas. Pois a escolha das mesmas pode fazer toda a diferença no resultado da sua receita. Alguns materiais altera o sabor do alimento outras são mais práticas e indicadas para frituras, cozidos.  Por isso, uns preferem panela velha e outros não. Então acompanhe a seguir as principais indicações de especialistas e conheça as vantagens e desvantagem de cada uma delas.

Pedra sabão: este tipo de panela possui várias vantagens. Uma delas é cozinhar sem alterar o sabor dos alimentos. Ela também consegue aquecer os ingredientes por igual e dura por muitos anos. Porém não é indicado guardar alimentos nela, nem utiliza-la para frituras. Quando for colocá-la no fogo, no início sempre use fogo baixo para que ela não rache devido ao choque térmico. Antes ainda de usá-la é indicado fazer um tratamento para liberar os teores tóxicos de níquel que ela tem. Unte a panela com óleo vegetal, coloque água e leve ao  forno  por duas horas. No dia-a-dia limpe bem, pois a superfície é porosa e abriga microorganismos. Ela é boa para cozinhar moquecas, feijoadas.

Inox: assim como a de pedra sabão, ela também tem a capacidade de distribuir o calor igualmente. Porém, especialistas alertam que não é indicada para frituras, pois o óleo pode aquecer demais. Por isso cuidado com o tempo do cozimento, a comida pode passar do ponto. É mais resistente porque resiste a variações bruscas de temperatura. Ela não libera substâncias tóxicas. Antes de usá-la ferva com água por três ou quatro vezes. Boa para cozinhar macarrão e preparar arroz.

Ferro: estudos afirmam que o mineral, liberado durante o cozimento nesta panela deixa o alimento com uma maior quantidade de ferro, auxiliando  no combate da anemia. Então, quanto mais velha, maior a transmissão desse mineral. Além disso, ela  conserva melhor a temperatura, o que garante uma economia de gás. Quando for escolher a sua prefira as com cabo de madeira. Pois elas são pesadas e ficam quentes por muito tempo. Este tipo de panela é indicada para o preparo de pratos que levam muito tempo no fogo, como os cozidos e ensopados.

Ferro fundido: além de ser muito charmosa, essa panela versátil pode ser usada em fogões elétricos, a gás, réchauds, churrasqueiras e vários tipos de fornos. Como retém muito calor é sempre bom usar fogo baixo por segurança. E não a arraste muito no fogão, use utensílios de nylon ou silicone para não estragar o esmalte. Evite choques térmicos. Não use esponjas de aço para limpar e não a deixe secar naturalmente.

Vidro: ela é uma das mais indicadas pelos especialistas porque é higiênica e não acumula resíduos. Vai ao forno de micro-ondas e na maquina de lavar louças.  Sem contar que são ótimas para quem gosta de dosar as quantidades na medida certa, devido sua transparência. No entanto seu aquecimento não é homogêneo e o alimento gruda facilmente, e, além disso, é preciso cuidado, pois quebram com facilidade. Para isso, envolva-a  em um pano macio antes de guardá-las.


Esmaltadas - as famosas panelas de ágata possuem a camada de esmalte que impede o desenvolvimento de bactérias. São mais usadas para cozinhar pequenos alimentos, molhos e sopas. Na hora da limpeza evite materiais ásperos e produtos químicos fortes.

Teflon: de acordo com estudo da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da USP o teflon é uma barreira para a passagem de metais prejudiciais à saúde. E a presença de politetrafluoretileno, com propriedades antiaderentes, exige o uso de pouco óleo no preparo dos alimentos. Porém ela risca com facilidade. Para evitar isso, utilize apenas colheres e espátulas de plásticos ou de madeira e jamais lave com esponjas abrasivas, que danificam a camada antiaderente. Especialistas orientam que antes do primeiro uso, é bom untar com um pouco de óleo e levá-la ao fogo até esquentar. Este procedimento irá cozer o antiaderente garantindo um melhor desempenho. 

Cerâmica: elas deixam a cozinha linda! Entretanto, o problema é que a pintura interna pode conter óxidos de chumbo e cádmio. Algumas até em grandes quantidades. Por isso preste atenção no selo de qualidade. São indicadas para cozinhar sopa, cozidos ou feijoada.

Alumínio – elas são as mais baratas, e as que têm o fundo grosso são ótimas para dourar carnes. Mas apesar de ser prática é preciso alguns cuidados no uso dessa panela. O material pode liberar metais tóxicos, por isso evite deixar o alimento esfriar dentro dela. 

Foto: Divulgação - (Veja mais no novadecore.blogspot.com.br)


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »