18/05/2015 às 13h02min - Atualizada em 18/05/2015 às 13h02min

Como não criar um filho materialista

os três primeiros anos do bebê são cruciais para a formação de hábitos e transmissão de valores culturais

Lilian Oliveira
Divulgação

De acordo com a psicóloga e fundadora do premiado berçário Primetime Child Development, Christine Bruder, os três primeiros anos do bebê são cruciais para a formação de hábitos e transmissão de valores culturais. De 0 a 3 anos é um período especialmente relevante para a formação das estruturas que darão origem à arquitetura cerebral do ser humano.   

“As experiências vividas assumem grande importância: conhecer lugares, pessoas, explorar sabores, cheiros, brincar em segurança e livremente, por exemplo”, afirma Christine. Confira algumas informações preciosas concedidas pela psicóloga:

  • Crianças menores de 3 anos devem ter seu tempo de “tela” restringido ao mínimo possível. É desejável que ela brinque muito e interaja com as pessoas ao invés de ser entretida pela tv. Seu bom desenvolvimento depende da qualidade das relações interpessoais que ela estabelece e da exploração de materiais interessantes a ela.
  • Nesses primeiros anos ela formará um vasto repertório da ações e ideias que formarão o que ela conhece sobre a vida. Se exposta constantemente à mensagem de incentivo ao consumo, essa mensagem passará a fazer parte de seu repertório.
  • A influencia mais poderosa na passagem de valores são os pais, crianças aprendem no contexto/convívio com a família. Eles podem contribuir sendo um bom exemplo de não consumismo e sim de valores humanos como compaixão, consideração com os sentimentos e necessidades dos outros.
  •  
  • Christine Bruder dedicou os últimos 10 anos à pesquisa das melhores técnicas sobre o assunto, realizando cursos em primeira infância em instituições renomadas como Harvard University, New York University e White Institute. A psicóloga é a idealizadora do premiado berçário Primetime Child Development, de filosofia única no Brasil, que aproveita oportunidades de desenvolvimento, favorecendo a autonomia e autoestima dos bebês. 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »