03/08/2012 às 14h01min - Atualizada em 03/08/2012 às 14h01min

FESTA PÉ NA ÁFRICA AGITA O ESPAÇO URUCUM SÁBADO, DIA 11 DE AGOSTO.

Dia 10/08 casa realiza a festa Fino & Farto

Iara Filardi

11/08/2012- PÉ NA AFRICA

Festa Pé na África

Festa mensal no Espaço Urucum de música e cultura Afro-Brasileira com a banda Booka Mutoto e o cantor Bukassa Kabengele.

Nascido na Bélgica e criado na República do Congo, Bukassa Kabengele promove, no próximo dia 11/08,  o evento Pé na África ,  uma festa que celebra a música e a cultura afro-brasileira.

No palco, o músico e ator surpreende: dedilhados de guitarra congolesa, suingue brasileiro, dança afro e letras cantadas em francês, português e dialetos africanos como o swahili e o tchiluba. A banda Booka Mutoto sempre o acompanha.

Bukassa,  que também é ator, participou dos filmes Carandiru e Sonhos tropicais e também de novelas e séries como  Força-Tarefa,  Vende-se um Véu de Noiva (SBT), Revelação (SBT), Vidas Opostas (Rede Record), JK (TV Globo),  Mandrake (HBO), A Casa das Sete Mulheres ( TV Globo) e Ilha rá-tim-bum-Bum(voz).

Exposição: Objetos Africanos

Feira de Roupas Afro

 

10/08/2012 – FESTA FINO & FARTO

 

Primeira festa Fino & Farto, no Espaço Urucum,  terá como convidados as bandas Nega Jô e Funkenstein e os djs Ivan Mendes, Jizzy Janet e Punk Rô.

Funk, soul music, hip-hop e samba-rock são os gêneros que irão agitar a sexta-feira da casa.

 

Espaço Urucum

Rua Cardeal Arcoverde, 1.598, Vila Madalena

Telefone:  2309-7409

Entrada: R$ 15 homem, R$ 12 mulher ou (R$ 40,00 – consumíveis mulher / R$ 50,00 – consumíveis homem)

Estacionamento: R$ 15,00

Abertura da casa: sexta e sábado: a partir das 22:00hs

Outros dias da semana: Ver programação

Shows: a partir da meia noite

Lugares: 200

Ar condicionado: Sim

www.casaurucum.com.br

 

Imprensa: Iara Filardi

55 11 2083-7268

55 11 9224-3681

[email protected]

 

SOBRE O ESPAÇO URUCUM

 

A fachada não revela muito, mas a movimentação, a partir da meia noite, entre as ruas Cardeal Arcoverde e Belmiro Braga, intriga boa parte dos frequentadores da Vila Madalena. O local é um tanto quanto escondido, quase um “achado” para os que procuram novidade na noite paulistana e é, ao final de uma longa escada, que a casa se revela com seus ambientes espaçosos – pista, galeria de arte e terraço. A ideia partiu de quatro amigos, dois deles músicos e todos na faixa dos 30 anos. Rodrigo, Zanga Reis, Gabriel e Xexa queriam mais que um bar na Vila Madalena, queriam um local que passasse clima de boteco, tivesse um bom palco para shows, área para os amigos apresentarem suas obras e um espaço aberto para um bom samba de roda e  partidas de sinuca.  Com o local perfeito nas mãos o quarteto então escolheu o nome que melhor definia o lugar – Urucum, que é uma pigmentação usada pelos indígenas principalmente em grandes festas.

A casa está dividida em dois andares. Após subir uma estreita escada, se chega ao salão onde fica o palco do Urucum. Subindo mais um lance de escada se chega ao terraço que tem bar, mesas,  sinuca e um quiosque de comida japonesa, que é uma parceria da casa com o restaurante Sushi Hall.

A programação do Espaço Urucum é bem eclética. “Sendo boa música, entra na programação”, conta  Zanga Reis. Já passaram pela casa Velha Guarda da Nenê de Vila Matilde, Alas dos compositores da Pérola Negra, Bukassa Kabengele, maestro André Marques e sua vitela brasileira, Soul Shakers, Gangsters, Projeto Vinagrete entre outros.

No cardápio Temakis (R$ 12,00), Especial Urucum – 9 sashimis, 6 sushis, 4 uramaki, 4 hossomaki (R$ 43,00), Carpaccio de salmão (R$ 28,00). Cerveja Norteña litrão (R$ 14,90), Balde com 4 garrafas de  Itaipava (R$ 20,00), Balde com 4 garrafas de Original (R$ 27,00), Mojito (R$ 13,00), Cachaças mineiras (R$ 5,50).

Queremos desenvolver e disseminar cultura, através da música, arte e suas vertentes. Conta Gabriel – O Urucum é um espaço em constante mudança que visa um bom atendimento aos clientes e artistas e um cardápio acessível. É um bar para paquerar, com gente bonita, público jovem e clima descontraído. Acredito que o sucesso da casa vem desse clima, não é um local elegante e caro, ao contrário, é boteco mesmo, mas com clima de balada. Finaliza o músico 

A casa abre de terça a sábado e também no último domingo de cada mês.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »