14/05/2015 às 10h54min - Atualizada em 14/05/2015 às 10h54min

Especialista destaca mudança de paradigma na utilização da impressão digital no sistema bancário

Juan Carlos Tejedor, diretor comercial da divisão de biometria da HID Global para a América Latina, se transformou, nos últimos anos, numa importante fonte quando o assunto é o uso de sensores biométricos no acesso às contas bancárias. Afinal, dos 90 mil caixas eletrônicos brasileiros que contam com sensores biométricos, pelo menos 60 mil adotaram a tecnologia de imagem multiespectral da marca que representa. “Os sistemas bancários do Brasil são os mais adiantados nesse quesito, muito à frente de outros países – embora o uso da impressão digital tenha começado na África do Sul, com muito sucesso. Um dos fatores que contribuíram para esse status foi a necessidade de combater fraudes, desperdícios e abusos. Além de os bancos serem altamente dependentes de autenticação forte, a impressão digital é a que mais se adapta às necessidades do mercado e ainda facilita a interoperabilidade entre instituições financeiras, órgãos do governo e entidades privadas. Hoje, em poucos segundos nossos sensores permitem identificar ‘quem’ está fazendo ‘o quê’ em determinado momento. Isso representa uma quebra de paradigma e um ganho muito grande para os bancos”.

A tecnologia de imagem multiespectral vem demonstrando sua superioridade em vários aspectos. Ao utilizar vários espectros de luz e técnicas avançadas de polarização para extrair características únicas da impressão digital, identifica rapidamente o cliente já na primeira tentativa de uso – mesmo que o dedo esteja molhado, engordurado, sujo, gasto ou machucado. Com base em uma leitura que identifica tanto as características da superfície da pele, quanto de uma camada interna, irrigada pela corrente sanguínea, a imagem multiespectral da impressão digital tem excelente qualidade, identificando imediatamente o usuário e, inclusive, revelando fraudes quando o acesso é realizado por um impostor, com impressões digitais falsas. “Trata-se de um ganho sem precedentes para os bancos. Primeiramente, por ser uma importante barreira contra atos fraudulentos. Depois, porque assegura e agiliza os procedimentos do caixa eletrônico de uma tal forma que libera os profissionais que antes investiam muito tempo para resolver problemas dessa natureza”, diz Tejedor.

Numa comparação com outros sensores digitais disponíveis no mercado, o executivo da HID Global destaca a superioridade da tecnologia de imagem multiespectral dos demais leitores capacitivos e ópticos. “No leitor óptico, o usuário coloca o dedo num acrílico transparente. Já no capacitivo, o dedo é pressionado sobre um chip, uma peça opaca. O primeiro apresenta maior área de captura de imagem. Entretanto, alguns são de qualidade muito inferior, exigindo manutenção e substituições frequentes, gerando problemas com clientes. Além disso, muitos sensores se mostram insuficientes para evitar fraudes. Uma vez que o sensor de imagem multiespectral trabalha normalmente diante de situações adversas e é capaz de ler a impressão digital de uma pele avariada com precisão, estimamos que esses sensores classifiquem corretamente a maior parte dos usuários”, avalia Tejedor. 

Fonte: Juan Carlos Tejedor, diretor comercial para a América Latina da HID Global (Lumidigm) – www.hidglobal.com.br/lumidigm

Sobre a HID Global

A HID Global é a fonte confiável de produtos inovadores, serviços, soluções e know-how relacionado com criação, gerenciamento e uso de identidades seguras para milhões de clientes em todo o mundo. Mercados atendidos pela empresa incluem controle de acesso físico e lógico, com autenticação forte e gerenciamento de credenciais; impressão e personalização de cartões; sistemas de gestão de visitantes; identidades altamente seguras para cidadãos e governo; e tecnologias de identificação RFID utilizadas na identidade animal, indústria e aplicações de logística. As principais marcas da companhia incluem ActivID®, EasyLobby®, FARGO®, IdenTrust®, LaserCard®, HID® e Lumidigm®. Com sede em Austin, Texas, a HID Global tem mais de 2.100 funcionários no mundo todo e opera escritórios internacionais que atendem mais de 100 países. A HID Global® é uma marca do Grupo ASSA ABLOY. Para mais informações, visite www.hidglobal.com.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »