06/05/2015 às 14h54min - Atualizada em 06/05/2015 às 14h54min

Economia de Energia é o principal motivo da procura por consultoria em ar comprimido na Indústria Brasileira

Em tempos de crise hídrica e energética, redimensionamento de linhas de produção e sistemas de ar são fundamentais para que as grandes empresas reduzam custos

Com o corte do desconto na tarifa de energia em 2014, que ocorreu por conta da redução no volume de chuvas e maior uso de usinas térmicas, o preço da eletricidade entrou em disparada. Isso afetou diretamente a atividade da indústria, que depende desse recurso. Esse retrato gera uma demanda maior para empresas de consultoria em ar comprimido, como a Air Parts, sediada no Rio de Janeiro.

Além de fornecer compressores e acessórios para a indústria, a empresa presta consultoria para redução de energia, identificando e determinando a energia consumida pelos processos e indicando as possibilidades de economia e corte de custos com a respectiva geração de ar comprimido. ”Por meio de nosso trabalho de consultoria e projetos, temos o compromisso de encontrar a melhor maneira de maximizar os resultados dos clientes, diminuindo além dos custos, o tempo de produção. Trabalhamos com uma análise global, planejamento e implantação da solução, além de acompanhamento para mensurar os resultados”, destaca o diretor da Air Parts, Francisco Cabral.

Esse tipo de trabalho transforma a atuação da empresa. Os processos tornam-se mais eficazes e a empresa reduz significativamente os custos de sua linha de produção. “Trabalhamos com alguns clientes que conseguiram cortar seus custos em 50% apenas com a redimensão e consultoria em seus sistemas de ar comprimido”, conclui Francisco.

Sobre a Air Parts

A Air Parts atua no Rio de Janeiro e em São Paulo atendendo indústrias metalúrgicas, petroquímicas, empreiteiras e construtoras, que buscam a locação e venda de compressores elétricos, indicados para trabalhos industriais, e a diesel, indicados para obras de construção civil.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »