06/05/2015 às 12h38min - Atualizada em 06/05/2015 às 12h38min

Tomada de três pinos é sinônimo de segurança

Tramontina Eletrik orienta sobre a necessidade do pino terra e do aterramento, obrigatórios nas instalações elétricas e em plugues e tomadas utilizados no Brasil

Carmen Rosa

Até alguns anos atrás, a tomada de três pinos era chamada de “tomada de computador” e acompanhava boa parte dos produtos eletrônicos. Antes pouco conhecida e sempre precisando de um adaptador, hoje essa tomada se tornou norma. Seu nome correto é 2P+T, ou seja, dois pinos mais o terra, que correspondem aos condutores fase, neutro e terra.

 

O terra liga o aparelho ao aterramento do imóvel e sua função principal é evitar choques e descargas elétricas nos equipamentos. Em casos de energia acumulada, o pino terra, desde que devidamente conectado, direciona a energia para a terra, antes de atingir a pessoa, por isso tornou-se obrigatório em instalações elétricas desde 2009.

 

O aterramento é feito por um cabo ou fio (amarelo ou verde/amarelo) que percorre todas as tomadas da residência ou comércio e é ligado ao chão por meio de uma haste metálica – geralmente cobre, que é altamente condutor.

 

Outra medida de segurança definida pela norma NBR 14.136, e já atendida pela Tramontina Eletrik em seus produtos, é o formato das tomadas, dotadas de poço (local rebaixado para o encaixe do plugue), que protege o usuário de choques, pois evita o contato acidental com os pinos energizados.

 

Além disso, os plugues são fabricados em dois diâmetros: 4mm para corrente nominal de 10 ampères e 4,8mm para os que possuem 20 ampères, o que impede que aparelhos de maior potência sejam ligados em tomadas não compatíveis.

 

 

Perfil Tramontina Eletrik

Fundada em 1976, na cidade de Carlos Barbosa (RS), a Tramontina Eletrik é uma empresa do Grupo Tramontina que oferece o melhor em design, segurança e soluções técnicas para produtos destinados a instalações elétricas. Seu moderno parque fabril está instalado numa área construída de 39 mil m2, conta com 13 células de injeção de alumínio e 18 de injeção de plástico, e possui capacidade instalada para processar 4.800 toneladas/ano de alumínio e outras 3.000 toneladas/ano de plástico, estando apta a fabricar mais de 7 mil itens dentro dos mais altos padrões de qualidade e precisão, sempre com matérias-primas certificadas.

Utiliza a expertise e estrutura do Grupo Tramontina para garantir que seus produtos cheguem a todo o Brasil através de seus cinco Centros de Distribuição, localizados nas cidades de Carlos Barbosa, São Paulo, Salvador, Belém e Goiânia, e de cinco escritórios regionais de vendas, em Porto Alegre, Curitiba, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Recife.

Motivada pela ampliação do número de pontos de venda e de suas linhas de produtos no mercado nacional, a Tramontina Eletrik vem fazendo uma série de investimentos, cujo foco principal é a ampliação da capacidade produtiva. Em 2015 a Tramontina Eletrik ampliará seu parque fabril em 12 mil m² com o início da operação de um novo pavilhão, que permitirá aumentar a produção em 40%.

 

 

Tramontina Eletrik

Tel.: (54) 3461.8200

eletrik@tramontina.net

www.tramontina.com.br

 

Informações para imprensa:

Via Pública Comunicação - www.viapublicacomunicacao.com.br

Sheila Diez: (11) 3473.0255 – 98540.7777 - sheila@viapublicacomunicacao.com.br

Anapaula Couto: (11) 3578.6884 – 98609-2420 - anapaula@viapublicacomunicacao.com.br


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »