04/05/2015 às 16h34min - Atualizada em 04/05/2015 às 16h34min

Ansiedade dos pais é o principal motivo para antecipação de matrícula dos filhos no ensino fundamental, avalia pedagoga

Marco Paulo
FotosPublicas.com

Pais têm entrado na Justiça para garantir a matrícula de seus filhos no ensino fundamental antes do prazo estabelecido, que varia dependendo do lugar. De acordo com o Conselho Nacional de Educação (CNE), crianças que completam 6 anos de idade até o dia 31 de março do ano a ser cursado podem ser matriculadas no ensino fundamental. No entanto, há casos em que o prazo limite é 30 de junho, como em São Paulo, por decisão do Conselho Estadual de Educação. Mas, afinal, qual o prazo ideal para ingressar no ensino fundamental?

Para Francisca Romana Giacometti Paris, pedagoga, mestra em educação e diretora de serviços educacionais do Grupo Saraiva, muitos pais acham que as crianças serão prejudicadas e perderão tempo caso não ingressem no ensino fundamental no ano em que fazem 6 anos. “A ansiedade dos pais em querer acelerar os filhos está pautada em uma lógica do mundo do trabalho e não da educação. No universo da mitologia, a educação é Kairós (momento oportuno) e o trabalho remunerado, Cronos (tempo a ser medido)”, diz a pedagoga.

Francisca também sugere que os pais tentem imaginar como estarão seus filhos daqui a 12 anos e projetar o que essa antecipação pode provocar nessa outra fase da vida deles. “A decisão e a escolha do vestibular e da profissão é muito angustiante para os jovens, que, caso necessitem por fazê-la com menos idade, sofrerão, talvez, por falta de maturidade”, pondera a pedagoga. “Querer acelerar o processo é um enorme desafio. Por isso, é preciso muito cuidado antes de se tomar qualquer medida”, completa a diretora de serviços educacionais do Grupo Saraiva.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »