26/07/2012 às 20h33min - Atualizada em 26/07/2012 às 20h33min

Haddad diz que São Paulo terá mil novos leitos em hospitais

Candidato petista afirmou que Prefeitura construirá três novos hospitais e 40 postos de saúde espalhados pela capital

Analítica

O candidato do PT à Prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad, disse nesta quinta-feira (26) que, se eleito, entregará mil novos leitos em hospitais de toda a capital paulista, além de 40 novos postos de saúde. “Nós vamos construir três novos hospitais - na zona norte, zona sul e zona leste, que terão ao todo entre 600 e 700 leitos”, disse. “E vamos chegar aos mil leitos ampliando o atendimento em outros hospitais municipais já existentes”, explicou.

O candidato participou nesta manhã de uma maratona de entrevistas nos estúdios da Rede Bandeirantes. Ele falou ao Jornal Gente, da Rádio Bandeirantes, à Rádio BandNews FM e ao canal por assinatura BandNews TV.

Haddad prometeu criar um plano de carreira para os médicos do município, além de trabalhar pelo aumento salarial da categoria.

“As pessoas dizem que falta médico, mas São Paulo tem médicos em níveis comparáveis a países europeus. Só que os médicos estão na iniciativa privada e trabalhando fora de São Paulo”, afirmou. “Por que não tem médico no serviço público? Porque a prefeitura desestruturou a carreira”.

O candidato admitiu estudar a possibilidade de ampliar o horário de atendimento das AMAs Especialidades (unidades de Assistência Médica Ambulatorial da prefeitura, que hoje atendem das 7h00 às 19h00) para 24 horas por dia, a exemplo do que já acontece nas UPAs (Unidades de Pronto Atendimento, de responsabilidade do governo federal).

Segurança

Haddad também afirmou que buscará uma parceria entre a prefeitura e o governo do Estado para combater o aumento da criminalidade na capital paulista. “O prefeito tem que fazer parceria com o governo do Estado, mesmo sabendo que o Estado é responsável pela segurança pública”, afirmou. “É preciso que o prefeito incorpore (medidas de combate ao crime), e não que se omita e diga que é problema do governo do Estado”, disse.

“Tem que ter Guarda Civil nos parques públicos, tem que colocar iluminação pública, implementar programas sociais”, afirmou Haddad. “Você não pode se intimidar diante dos territórios conflagrados. Você sabe onde o crime acontece. O prefeito tem que ter uma política de ocupar esses territórios”, disse.

 

Haddad - Fernando Haddad, 49 anos, é ex-ministro da Educação, cargo que ocupou por seis anos e meio, nos governos Lula e Dilma. Ocupou as funções de secretário-executivo no Ministério do Planejamento, no governo Lula, e de chefe de gabinete da secretaria municipal de Finanças, na gestão Marta Suplicy. Haddad é graduado em Direito, com mestrado em Economia e doutorado em Filosofia pela Universidade de São Paulo. É professor licenciado da instituição. O petista é casado com Ana Estela e pai de dois filhos.

Acesse o site www.pensenovotv.com.br e acompanhe a candidatura de Fernando Haddad.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »