23/07/2012 às 23h50min - Atualizada em 23/07/2012 às 23h50min

Luiz Carlos Guida, o “Animal”, encara provas de longa distância em mar aberto

Brasileiro enfrenta desafios de Stand Up Paddle no Havaí

AD Comunicação & Marketing

Campeão brasileiro de Stand UP Paddle, Luiz Carlos Guida, conhecido como “Animal”, acaba de disputar algumas provas de longa distância contra os melhores remadores do mundo no Havaí. “Minha intenção foi melhorar a performance para chegar a representar o Brasil em campeonatos mundiais”, comentou o atleta, que é referência em canoagem no país e atual campeão paulista do esporte.

 

Este tipo de competição está entre as mais difíceis do mundo, já que ocorre em mar aberto, com muito vento. “Ainda temos que lidar com tubarões e outros animais”, destacou ele. A cada bateria, mais de 190 atletas enfrentam diferentes desafios. Em uma delas, em 8 de julho, Animal encarou logo de cara os quase 15 quilômetros da rota entre Kihei Canoe Club e Maluaka Beach Park, conseguindo vencer o vento contra e chegando em 4° lugar na classificação geral e em primeiro na categoria até 29 anos. “Largamos com um vento absurdo de uns 70 km/h, que depois diminuiu e virou contra, o que foi ótimo para mim, pois sou especialista neste tipo”, lembrou.

 

Já cruzar o canal entre Maui e Molokai, em 14 de julho, na competição de Honolua Bay, foi uma experiência mais difícil para o brasileiro, que a considerou a mais assustadora de sua vida. Ele optou em fazer a travessia sem o barco de apoio e teve que lidar com ondas de mais de 10 metros. “Além de cair no mar e ter que enfrentar tubarões, ainda corri o risco de me soltar da prancha, caso o leish (corda que liga a prancha ao surfista) rompesse a 20 quilômetros da costa”, contou. Mesmo assim, ele conseguiu realizar o percurso de 43 quilômetros em 3h34min e foi o 15° colocado na classificação geral e 6° na categoria por idade. “Tiro desta experiência uma lição de vida, sobrevivência e superação dos próprios limites”, destacou o atleta, que ontem (22 de julho) encarou mais 15 quilômetros, na prova Naish Race, ficando em 18° na geral e em 2° em sua categoria.

 

Todas as provas foram preparatórias para o grande desafio do evento, que será no próximo domingo (29 de julho), entre as ilhas de Molokai e Oaho, com cerca 60 quilômetros de distância em mar aberto – neste canal, o conhecido surfista havaiano Eddie Aikau desapareceu com sua prancha há mais de trinta anos, quando saiu em busca de ajuda para salvar passageiros de um naufrágio. “Passarei esta semana treinando para conseguir um bom resultado”, finaliza.

 

Luiz Carlos Guida “Animal” faz parte da equipe Dardak Jeans de esportes de aventura.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »