23/02/2015 às 10h48min - Atualizada em 23/02/2015 às 10h48min

Fotografia profissional em tempos de pau de selfie

officeimshoot
divulgação

Foi Aristóteles que disse que nunca se deve pensar sem uma imagem. Em tempos de “pau de selfie” smartphone com câmeras de última geração e o interesse recente de pessoas comuns que pagam fortunas em câmeras fotográficas que não sabem usar, essa frase do famosos filósofo faz muito sentido. 

O ato de fotografar é algo muito solitário, muito particular e esse egoismo artístico pode ser um problema, principalmente diante das inúmeras escolas de fotografia, cursos, workshops tortuosos que encontramos no mercado. Sim, hoje fotografia é muito mais um mercado de câmeras e cursos do que de arte e registro. A fotografia também tem cumprido funções de ego e uma boa fotografia é validada pelo número de curtidas e comentários nas redes sociais. 

Fotografar com a alma é a base de um grupo de fotógrafos que resolveu se juntar para praticar fotografia. De tempos em tempos, eles escolhem um tema, estudam, buscam referências em livros, mestres e até no cinema a prática em um dia pré agendado. Tudo acontece em duas horas e faz parte do desafio, mas geralmente a preparação acontece bem antes, nas redes sociais, onde o grupo discute a produção, a técnica e até a logística. 

Assim como existem confrarias de vinho, gastronomia, gente que se junta para pedalar, o “officeimshoot”é um coletivo de fotógrafos que usam a fotografia de moda como base para desenvolver o olhar, a técnica fotográfica e também como um grupo de relacionamento. O interessante é que na contramão da solidão criativa, o grupo se ajuda, mas sempre respeitando a individualidade coletiva. Na liderança do grupo está Vanilson Coimbra, fotógrafo com formação em fotografia de moda, mas de longe ele parece exercer a função de professor, faz questão de valorizar a fotografia do participante, critica com o coração, com a observação e sugere melhorias, mas sempre com a intensão de valorizar a fotografia do outro, o crescimento. 

Recentemente o grupo esteve em Milão na Itália, fotografando moda e um dos participantes resumiu a experiência em uma frase: Esses encontros fotográficos são a minha nova terapia.

"Investir nos encontros fotográficos foi uma forma de ajudar os fotógrafos a montar portfólio ( álbum de fotografias profissionais) com produção de moda, equipe e direção de cena e ao mesmo tempo encorajar essa geração de fotografia de não ficar preso somente aos seus equipamentos de última geração e software de tratamento de imagem" - declara Coimbra 

Como recompensa, o grupo já tem publicado suas fotos em revistas nacionais, internacionais e blogs especializados


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »