19/02/2015 às 17h30min - Atualizada em 19/02/2015 às 17h30min

Largo da Batata se consolida como um novo espaço de atrações na cidade

Criado como ponto de diversão no Carnaval, Largo da Batata reuniu cerca de 50 mil pessoas durante os quatro dias de festa

SECOM - Prefeitura da Cidade de São Paulo

O “Baile da Batata” atraiu cerca de 50 mil pessoas de todas as idades entre os dias 14 a 17 de fevereiro. A atração foi criada pela Prefeitura de São Paulo, com o objetivo de atrair o público após o encerramento dos desfiles dos blocos de rua. A festa ocorreu sem incidentes, transformando o local em um novo polo de encontro e cultura na Cidade.

“Nós tivemos um baile de Carnaval muito bom, que reuniu famílias inteiras com pessoas de todas as idades, sem qualquer incidente. Isso consolida este espaço que temos como um novo polo cultural. É uma área pavimentada que tem vocação para isso, que serve muito bem como palco, com um espaço bom para o público”, afirmou o subprefeito de Pinheiros, Ângelo Filardo. 

A cada dia a Banda Glória, residente do evento, subiu ao palco com um convidado especial. No sábado (14) foi a cantora Elza Soares e no domingo (15), o guitarrista Pepeu Gomes cantou grandes canções como “Eu também quero beijar” e “Preta pretinha”. 

Na segunda-feira (16), os cantores Maria Alcina e Zeca Baleiro subiram aos palcos fazendo o público cantar junto os sucessos "Sem vergonha”, de Jorge Ben Jor; “Dondoca”, de Adoniran Barbosa; além de marchinhas como “Mamãe eu Quero”, de Vicente Paiva; “Cabeleira do Zezé”, de João Roberto Kelly, e “Ó abre alas”, de Chiquinha Gonzaga. Baby do Brasil encerrou as festividades na terça-feira (17) com seu repertório.

Os shows foram intercalados com apresentações de alguns blocos, como o Tarado Ni Você, que trouxe canções de Caetano Veloso, e o Ritaleena, criado para homenagear a trajetória artística da cantora Rita Lee.

No próximo sábado (21), o local receberá às 10h o bloco Me Esquece e às 15h o Bloco do Valdisney.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »