05/07/2012 às 01h08min - Atualizada em 05/07/2012 às 01h08min

Exposição Universal, de 2020

Evento começou a ser realizado ainda no século XIX

Arthur Gebara Junior

São Paulo é candidata a sediar um dos mais importantes eventos do mundo: a Exposição Universal, de 2020. Este evento que começou a ser realizado ainda no século XIX ( o primeiro foi em 1951, em Londres) continua sendo fundamental para deixar um importante legado para a cidade. São Paulo já escolheu o terreno de 5 milhões de m² em Pirituba para construir o Expo Centro e receber em 2020 a primeira Exposição Universal da América Latina. A decisão sobre a cidade-sede será no próximo ano, em assembléia do orgão que regula e promove as expos universais, o BIE (Bureau International des Expositions) que tem sua sede em Paris e reúne 160 países Para o trabalho de desenvolver a candidatura, que está em pleno processo, foi criado o Comitê da Candidatura Expo2020, coordenado pelo secretário executivo Carlos Kendi Fukuhara, e que está iniciando o trabalho de divulgação e promoção do evento junto à sociedade brasileira. A candidatura foi lançada em novembro de 2011 e em maio passado, o secretário-geral do BIE, Vicente Losertales, esteve em visita técnica a São Paulo e conheceu o local escolhido para a realização da Expo2020 além de detalhes do projeto arquitetônico para o local. Foi recebido pelo prefeito Kassab e pelo Governador Geraldo Alckmin em audiência, além de ter estado em Brasília para audiência com Ministro de Relações Exteriores, Antonio Patriota, e almoço com o Vice Presidente Michel Temer que reiterou o interesse do governo brasileiro em realizar a Expo na cidade de São Paulo.

No dia 12 de junho o Comitê apresentou o projeto na Assembleia Geral do BIE, em Paris, já com croquis e informações técnicas mais detalhadas, e em novembro de 2012 haverá nova apresentação em Paris, com o projeto ainda mais finalizado. No ano que vem, em junho de 2013, haverá mais uma apresentação do projeto e em novembro a assembleia do BIE decidirá a cidade-sede escolhida. São Paulo concorrerá com quatro cidades que também estão apresentando seus projetos nas assembleias do BIE:Ayutthaya (Tailândia), Ekaterinburgo (Rússia), Dubai (Emirados Árabes) e Izmir (Turquia).

Apesar das dificuldades em desenvolver um projeto dessa natureza, o Comitê está conseguindo superar os problemas para construir uma proposta realista que tenha um impacto muito positivo para São Paulo, deixando um legado importante para a cidade nos setores de habitação , educação, cultura, transporte, etc.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »