05/07/2012 às 00h54min - Atualizada em 05/07/2012 às 00h54min

Série Trajeto do Sesc Belenzinho traz coreografias de Lia Rodrigues, em julho

A Série Trajeto do SESC Belenzinho tem como proposta mostrar espetáculos que fazem parte da história recente da dança, a trajetória de um coreógrafo e como se dá a construção de seu pensamento na dança. O projeto envolve trabalhos que não são mais vistos em cartaz e busca provocar no espectador uma compreensão mais ampla do percurso e das escolhas de cada artista.

Assessoria de Imprensa – SESC Belenzinho

A coreógrafa paulistana Lia Rodrigues é a convidada do mês de julho para apresentar dois de seus espetáculos: Piracema, nos dias 11 e 12, e Aquilo de que Somos Feitos, nos dias 14 e 15.

Coreógrafa e diretora, Lia dirigiu o Festival Panorama da Dança, por 13 anos. Artista renomada no Brasil e no exterior, ela se formou em balé clássico na Escola de Bailados com a professora Nice Leite, no final dos anos de 60. Há 22 anos, fundou e dirige a Lia Rodrigues Cia. de Danças, com a qual criou uma série de espetáculos e conquistou importantes prêmios dentro e fora do Brasil.


Dias 11 e 12 de julho. Quarta e quinta-feira, às 21h

Espetáculo: Piracema

Criação: Lia Rodrigues.
Interpretação/criação colaborativa: Amália Lima, Ana Paula Kamozaki, Lidia Larangeira, Calixto Neto, Thais Galliac, Jamil Cardoso, Leonardo Nunes, Gabriele Nascimento, Paula de Paula, Bruna Thimotheo, Francisco Cavalcanti.

Teatro (392 lugares). Acesso universal. Classificação etária: 12 anos. Duração: 60 min

INGRESSOSESC: R$ 24,00, R$ 12,00 (usuário e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública); R$ 6,00 (trabalhador no comércio e serviços).

O espetáculo estreou no ano de 2011, criado a partir de solos dos 11 bailarinos da companhia que são executados simultaneamente, sem que eles se toquem ou ao menos se olhem. Não existe uma trilha sonora para esse espetáculo, trechos de canções são cantados de forma aleatória pelos dançarinos. Piracema é constituído da união desses distintos percursos individuais, das singularidades existentes no tempo e no espaço, sem estabelecerem uma relação direta entre si. Se em Pororoca (2009), último espetáculo da companhia, o estar junto tenta enfrentar as formas de convívio com o choque, o embate, a mistura, o ceder, o atacar, o agir e o permanecer, em Piracema se manifestam outros modos de coabitação.

Na língua Tupi, a palavra “piracema” significa a árdua viagem dos cardumes para a desova, sempre contra a correnteza. Designa também a dança e o rumor que fazem os peixes ao subirem para a nascente, em ciclos que se repetem a cada ano. Assim como a pororoca, a piracema necessita de um equilíbrio delicado das forças da natureza para ocorrer. O ambiente provoca no corpo a mudança, o impele à ação. As águas quentes e turvas indicam que a hora chegou.

 

Dias 14 e 15 de julho. Sábado, às 21h30 e domingo, às 18h30

Espetáculo: Aquilo de que Somos Feitos
Criação:
Lia Rodrigues.
Interpretação/criação: Amália Lima, Ana Paula Kamozaki, Lidia Larangeira, Calixto Neto, Thais Galliac, Jamil Cardoso, Leonardo Nunes, Gabriele Nascimento, Paula de Paula, Bruna Thimotheo, Francisco Cavalcanti.

Sala de Espetáculos I (100 lugares). Classificação etária: 18 anos. Duração: 80 min
INGRESSOSESC: R$ 24,00, R$ 12,00 (usuário, +60 anos, estudantes e professores da rede pública) e R$ 6,00 (trabalhador no comércio e serviços).

O espetáculo que fez sua estreia em julho de 2000 é resultado de dois anos de pesquisas, ensaios e improvisações. Nesse espetáculo não existe separação entre palco e plateia, entre os cenários ou cadeiras, fazendo com que em alguns momentos durante a apresentação o público faça parte da ação. Aquilo de que Somos Feitos já foi apresentado em todas as regiões do Brasil. Fora do país, em suas turnês pelas Américas do sul, do norte e pela Europa, o espetáculo foi sucesso de público e de crítica. Ganhador dos prêmios de Melhor Coreografia e Melhor Trilha Sonora no Rio Dança de 2000 e do prêmio Herald Angel, no Fringe Festival na cidade escocesa de Edimburgo no ano de 2002.

 

SESC Belenzinho
Rua Padre Adelino, 1000 - Belenzinho – SP/SP
Tel: (11) 2076-9700 - www.sescsp.org.br/belenzinho
Estacionamento (espetáculos c/ venda de ingressos): R$ 6,00 (não matriculado);
R$ 3,00 (matriculado e usuário).


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »