05/07/2012 às 00h46min - Atualizada em 05/07/2012 às 00h46min

Os benefícios da Copa para São Paulo

A Copa do Mundo da Fifa 2014 é muito mais que uma atividade esportiva. É uma excelente oportunidade para o desenvolvimento do Brasil e de São Paulo. Com o evento, poderemos dar um salto muito maior e diminuir problemas antigos, que ainda persistem na capital. Imaginem o que vai acontecer com o bairro que está em sua volta?

Orlando Silva

Muito será investido, por exemplo, em obras estruturais importantes para enfrentar um dos grandes desafios da metrópole: mobilidade urbana. Entre as regiões que já passam por grandes mudanças, está a avenida Radial Leste, que deverá ser duplicada em seu final até 2014, e a Linha 17-Ouro do Metrô, que será operada como monotrilho na Zona Sul. No transporte público, a promessa é aumentar as linhas e investir na modernização dos sistemas de trens e metrô para reduzir o tempo do percurso.

Em maio também completou um ano de obras no estádio do Corinthians, em Itaquera. Até o momento, a futura casa alvinegra está quase 40% concluída e tem previsão de entrega em dezembro de 2013. O Palmeiras também está fazendo uma bela arena, que será usada para as práticas das seleções antes das partidas do Mundial, e o São Paulo já obteve a licença da prefeitura para reformar o Morumbi. Haverá, com isso, uma mudança de perfil do futebol paulista. Um novo perfil com conforto, segurança e qualidade dos estádios, que hoje são muito precários.

Dou esses exemplos porque é importante compreender a Copa do Mundo como um grande catalizador de investimentos - e não uma máquina de gastos. Isso é, inclusive, o principal desafio de sediar eventos como esses: transformar todo dinheiro investido - tanto público como privado - em legado, capaz de interferir positivamente na vida dos moradores que ficam.

A Copa do Mundo, além de agilizar obras de infraestrutura que levariam décadas para serem finalizadas,  também é uma excelente oportunidade de tornar São Paulo um destino mais visitado internacionalmente, principalmente devido à ampla divulgação espontânea que a cidade ganha. O evento vai aumentar o turismo, o que significa mais emprego, hotéis, restaurantes e atividades ligadas a hospitalidade. Sem dúvida, trará um sentimento de identidade com a população que aqui habita.

A hora para engrenar São Paulo é agora. Em ano de eleição como este, a sociedade tem uma responsabilidade muito grande e deve instigar o debate entre os candidatos. Deve opinar, interferir e, principalmente, fiscalizar as obras e os investimentos por conta dos novos representantes que assumirão seus postos.

Orlando Silva - político brasileiro e ex-ministro do Esporte. Começou sua trajetória no movimento estudantil em Salvador e foi o único presidente negro da União Nacional dos Estudantes (UNE). É filiado ao Partido Comunista do Brasil (PCdoB) e reside, atualmente, em São Paulo

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »