29/10/2021 às 17h18min - Atualizada em 29/10/2021 às 18h24min

Dimesol injetável é novidade da Ceva para o tratamento das dores e inflamações agudas nos equinos

A Utilização de DMSO na medicina veterinária de equinos é cada vez mais recorrente e tem um papel importantíssimo no tratamento de quadros de lesões

SALA DA NOTÍCIA Antônio Silva
www.ceva.com.br

A Utilização de dimetilsulfóxido (DMSO) na medicina veterinária de equinos é cada vez mais recorrente e tem um papel importantíssimo no tratamento de quadros de lesões traumáticas e/ou inflamatórias dos tecidos musculoesqueléticos e viscerais. 

No decorrer dos anos já foram descritas mais de trinta propriedades farmacológicas e terapêuticas do DMSO, como alta capacidade de penetração e difusão em todos os tecidos, carreadora e potencializadora de outros fármacos, anti-inflamatória, vasodilatadora, diurética, analgésica, miorrelaxante e antimicrobiana, dentre outras, garantindo seu reconhecimento como um dos fármacos mais versáteis da medicina equina.

Além da diversidade de mecanismos de ação, sua eficácia, uma baixa toxicidade e elevada segurança quando utilizado de forma correta de acordo com a bula do fabricante, fazem com que o dimetilsulfóxido seja um dos principais componentes da escolha terapêutica dos médicos veterinários.

“Durante anos a Ceva Saúde Animal se debruçou em pesquisas e estudos para a melhoria do produto, que antes era disponível apenas em versão para uso tópico. Buscando sempre adequar o uso do produto à realidade no campo, as pesquisas foram além da bula, focando na segurança de sua produção, aprimoramento da embalagem, melhoria em sua concentração e facilidades para a utilização pelo médico veterinário no tratamento das mais diversas afecções”, explica Baity Leal, gerente de linha de Equinos da Ceva.

O aumento da preocupação com a segurança trouxe junto mudanças na produção do Dimesol®, que passou a ser produzido na linha de produtos estéreis, onde há tratamento do ar para evitar impurezas, e os funcionários utilizam vestimentas em que apenas os olhos, por meio de óculos, são expostos, reduzindo ao máximo as chances de contaminação. A ausência de contato direto na produção, juntamente com o envase automático, colabora para que o produto não tenha nenhuma contagem de microrganismos nem substâncias pirogênicas em sua composição, sendo extremamente seguro e recomendado para aplicações intravenosas de acordo com o descrito em bula.

Assim, a Ceva desenvolveu o Dimesol® injetável, fármaco que traz uma maior segurança para os animais, tendo um controle rigoroso de qualidade e com a maior concentração de dimetilsulfóxido disponível no mercado.

O Dimesol® injetável atua contra as reações anti-inflamatórias, inibindo a migração das células inflamatórias, a produção de anticorpos e a proliferação de fibroblastos, modulando a resposta imune celular. Além de promover analgesia através da redução da condução dos estímulos nervosos periféricos. Tudo isso sem perder a sua característica de permeabilidade, sendo potente carreador e potencializador da ação de outros fármacos em todos os tecidos.

O novo frasco de plástico traz mais segurança e agilidade na aplicação, sem riscos de quebra, com apresentação de 500mL e 1L, ambas com 100% de dimetilsulfóxido em sua concentração, para uma maior facilidade de uso.

“A Ceva é autoridade em anti-inflamatórios, por isso, estamos muito orgulhosos em trazer mais uma opção para o mercado, pois investir no desenvolvimento de soluções que auxiliem na analgesia e na manutenção da saúde dos animais é nossa missão. O Dimesol® injetável é mais seguro e mais prático, e foi desenvolvido para trazer potência contra dor e inflamação na velocidade que os criadores precisam”, finaliza Baity.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »